Beato Domingos de São Francisco, 27 de setembro

377

Da Primeira Ordem Franciscana, mártir no Japão (+1628), beatificado por Pio IX (07-07-1867).

Domingos de S. Francisco, natural de Nagasáki, foi catequista e braço direito de Frei Antônio de S. Boaventura, que o batizou poucos dias depois de ele chegar a Manila. Mais tarde admitiu-o à Ordem Terceira e escolheu-o como companheiro de ministério.

Desde então Domingos nunca mais se separou do seu querido benfeitor, acompanhando-o durante 10 anos por toda a parte, mesmo no meio dos perigos resultantes da furiosa perseguição. Estava ele em casa, ao lado da mãe, viúva convertida por Frei Antônio, quando em 21 de janeiro de 1627 soube que o missionário fora detido. Entusiasmado com a notícia, no dia seguinte vestiu as melhores roupas, como se fosse para uma festa, e foi ter com as autoridades a pedir para o prenderem também a ele, que se declarava irmão e ajudante do missionário. Pôde assim sem demora tornar a abraçá-lo na prisão de Omura. Com ele tinha trabalhado no campo do Senhor, com ele desejava agora associar-se na hora do triunfo.

Enquanto esperavam pela sentença, Domingos fez ao P. Antônio um pedido insistente. Desde havia muitos anos ele ansiava por vestir o hábito de S. Francisco, mas nunca tivera oportunidade. Talvez essa oportunidade tivesse chegado agora… E chegou mesmo. Na escuridão do cárcere fez-se a cerimônia da vestidura religiosa, em que o catequista japonês foi admitido como frade menor com o nome de Frei Domingos de S. Francisco. Aceite com prazer por Frei Antônio, fez na prisão o ano de noviciado e no fim a profissão dos votos de pobreza, obediência e castidade. Mas a vida franciscana foi de curta duração, pois terminou em 8 de setembro de 1628, quando ambos subiram juntos à Colina dos Mártires em Nagasáki e foram atados cada um ao respectivo poste, e depois de acesa a fogueira do martírio, as suas almas, aureoladas com a coroa do martírio, voaram triunfantes até à glória do Paraíso.

Disponível em: Província Santa Cruz

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui