Bem-aventurado Francisco de Santa Marta

59

Sacerdote e mártir no Japão, da Primeira Ordem (+1627). Beatificado no dia 7 de julho de 1867 por Pio IX.
Francisco de Santa Marta, martirizado no Japão, era natural de Alvernajo, perto de Toledo, Espanha. Quando jovem, foi admitido na Ordem dos Frades Menores, onde foi admirado por seus confrades por causa de suas virtudes e sua inteligência. O amor de Deus e das almas o levou a oferecer-se como missionário para se dedicar a sua vida à conversão dos infiéis. Em 1623, juntamente com o mexicano franciscano Laurel Bartolomeu chegou ao Japão, onde desenvolveu uma atividade dinâmica apostólica. Ele teve a sorte de encontrar um excelente catequista na prisão e que o acompanhou no martírio: o Bem-aventurado Antônio de São Francisco.

Francisco de Santa Marta pôde realizar um excelente trabalho com o seu catequista, sempre com muito zelo, de valor e de esplêndidas iniciativas, assíduo na assistência aos enfermos. Com outros terceiros bem formados espiritualmente, teve a alegria de batizar muitos pagãos.

Um dia, em Nagasaki, era hóspede do terceiro Gaspar Vaz, juntamente com Frei Bartolomeu Laurel e alguns terceiros, quando um grupo de guardas invadiu a casa e prenderam os dois frades, seis netos, Gaspar Vaz e sua esposa Maria.

Enquanto estavam sendo levados à prisão, um jovem japonês enfrentou o governador por sua crueldade e ofereceu para morrer com seu mestre. Ele foi recebido na Primeira Ordem e alcançou a graça do martírio: Frei Antônio de São Francisco.

O bem-aventurado Francisco, depois de um sofrimento indescritível, sustentado e iluminado pela fé e pela esperança do céu, foi queimado vivo no dia 16 de agosto de 1627 em Nagasaki, na Santa Colina dos Mártires.

Fonte: Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui