CFFB AL emite Nota de Repúdio a Lei 13.922/19

226

Download

Maceió, 12 de dezembro de 2019
Festa de Nossa Senhora de Guadalupe – Mãe e Padroeira da América Latina.

Aos Irmãos e Irmãs Franciscanos e Franciscanas de Alagoas, PAZ E BEM!
Em comunhão e sintonia com o Conselho Diretor da CFFB e com os demais Regionais, em nome do ideal franciscano que abraçamos como forma de vida, REPUDIAMOS a Lei 13.922/19, sancionada pelo Presidente da República, publicada no Diário Oficial da União dia 05/12/2019, a qual institui o Dia Nacional do Rodeio a ser celebrado, a partir de 2020, no dia 04 de outubro.

Quando qualquer ser vivo passa a ser sinal de diversão para alguns que lhe impõe sofrimento e crueldade, como franciscanos/as devemos dizer: NÃO!

Quando o ser humano explora animais a serviço dos fins lucrativos do sistema capitalista, que não se importa com a maneira de alcançar seu objetivo, como franciscanos/as devemos dizer: NÃO!

Quando os direitos dos animais são ameaçados e relegados a indiferença daqueles que deveriam pela posição governamental que exercem, proteger e garantir o cumprimento e não o fazem, como franciscanos/as devemos dizer: NÃO!

Sim, somos e seremos completamente CONTRA a toda e qualquer forma de atrocidade, maldade e descaso a todo ser vivo, parte da criação, obra das mãos de nosso Deus-Criador, sobretudo, quando por tais meios esteja como grande baluarte – o lucro!

Consideramos uma total afronta ao nosso Carisma, a instituição do dia 04 de outubro como Dia Nacional do Rodeio, cuja data celebra-se a Solenidade de nosso pai São Francisco, patrono da ecologia, grande defensor e amante de toda a obra da criação, o qual jamais concordaria com tal maneira de diversão e muito menos com essa suposta homenagem a ser festejada em seu dia, que para nós é um momento de reflexão a respeito de uma ecologia integral, onde tudo está interligado, conectado.

Aqui não se trata de posicionamento político-partidário, mas da fidelidade ao Carisma Franciscano, que cada um e cada uma de nós, um dia abraçamos em toda a sua dimensão e prometemos fidelidade a essa espiritualidade, no seguimento do Evangelho de Jesus Cristo, pobre, humilde e crucificado.

Fraternalmente,

José Flávio Martins da Silva, OFS
Coordenador Regional da CFFB-AL

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui