Criação e Bênção da Fraternidade Franciscana Dom Paulo Evaristo Arns

111

No dia 13 de setembro, véspera da Festa da Exaltação da Santa Cruz, foi efetivada a ereção canônica de mais uma Fraternidade da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil na cidade de São Paulo (SP): a Fraternidade Franciscana Dom Paulo Evaristo Arns, e, no mesmo dia, foi feita a bênção da nova Casa Religiosa pelo Arcebispo de São Paulo, o Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, com a presença do Ministro Provincial, Frei Paulo Roberto Pereira e frades das demais Fraternidades da capital paulista e do Definidor do Regional, Frei João Francisco da Silva.

O patrono da nova Fraternidade foi escolhido em momento significativo para a história da Igreja em São Paulo. Em 2022, a Arquidiocese celebrou o Centenário de Dom Paulo, que, se estivesse vivo, teria completado 100 anos em 2021. Além de fazer memória de um de seus Pastores, o Centenário assumiu como proposta ser celebração dos esforços de Dom Paulo de tornar esta Igreja Local próxima à realidade dos menores e excluídos da maior cidade brasileira, a ponto de ter sido chamado de Cardeal das Periferias. Dom Paulo, frade franciscano de nossa Província, certamente entenderia a disposição de abrir esta nova Fraternidade afinada com sua visão de Igreja e projeto evangelizador, pois ela é fruto da opção do último Capítulo Provincial, em 2021, de assumir a Paróquia Santa Cruz, no bairro do Jardim Peri Alto, periferia da capital, marcada por profundas fraturas sociais.

Uma nova Casa Religiosa é erigida com a intenção de ser um local onde a vida de homens e mulheres consagrados a Deus possa se dar, através da busca pelo aprofundamento da intimidade com o Pai e no fortalecimento dos laços fraternos de respeito e partilha de vida. Frei Carlos Nunes Corrêa e Frei João Lopes da Silva, frades que integram a nova Fraternidade, assumem o compromisso de serem luminares ao povo que vive naquela região de que é possível ser alguém consagrado a Deus e inteiramente entregue à promoção do seu Reino, especificamente na atenção pastoral à Paróquia Santa Cruz e às ações evangelizadoras nas casas das comunidades que dela fazem parte.

 

O dia de bênção não se restringiu à ereção canônica, mas foi concluído com a celebração eucarística na igreja matriz da Paróquia, que celebrava o terceiro dia do tríduo em preparação à Festa Patronal da Exaltação da Santa Cruz, também presidida pelo Cardeal Dom Odilo. O bispo, com fraterno espírito de cuidado e pastoreio, ofereceu palavras que ajudavam a compreender o sentido de se celebrar a Cruz, verdadeira memória do reinado de amor e oblação instaurado por Cristo, também ressaltou a confiança de que a espiritualidade franciscana tem muito a contribuir e enriquecer aquela paróquia e o povo, através da fidelidade à vocação abraçada, do ensinamento das palavras e vida de São Francisco de Assis e da compaixão e proximidade com a realidade e vida do povo.

Frei Paulo Pereira também ressaltou que, mesmo com os esforços do redimensionamento que tem levado a Província a entregar diversas de suas presenças, algumas delas centenárias, devido à diminuição do número de frades e vocações, movidos pelo Espírito de Deus, isso não impediu a ela de assumir corajosa e profeticamente esta nova Paróquia, criar uma nova Fraternidade e partilhar desta pobreza numérica na certeza de que era o Senhor que nos chamava a estar ali. “Se esta escolha irá refletir na acolhida de novas vocações, Deus seja louvado, mas se não, certamente irá resultar no fortalecimento vocacional dos irmãos que da Província e da Ordem já fazem parte”, concluiu o Ministro Provincial.

Fontes: Província Franciscana

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui