Fundação Imaculada Mãe de Deus de Angola: 26 frades renovam os votos

205

Neste dia 8 de dezembro, a Fundação Imaculada Mãe de Deus de Angola (FIMDA) celebrou a solenidade de sua Padroeira, Imaculada Conceição, onde os frades de Profissão Temporária e o frade brasileiro que se encontra em Ano Missionário renovaram, por mais um ano, o seu ‘sim’ a Deus nas mãos do presidente da celebração e delegado do Ministro Provincial, Frei António Boaventura Zovo Baza. A Missa foi realizada às 18horas na capela conventual. A mesma foi concelebrada por Frei José Morais Cambolo, Frei João Alberto Bunga, mestre de professos temporários; Frei Laurindo Lauro da Silva Júnior e Frei João Baptista Canjenjenga, ambos da Fraternidade Nossa Senhora dos Anjos. E contou também com a presença de alguns noviços e postulantes.

Na homilia, o presidente disse: “ Hoje nos reunimos na Fraternidade São Francisco para celebrarmos a vida. Nesta eucaristia, em primeiro lugar, queremos colocar toda a Província da Imaculada Conceição do Brasil, nossas famílias e também render graças a Deus pela resposta que cada um de nós dá nesse chamado do Senhor, de modo especial os nossos confrades que hoje mais uma vez querem dizer é isso que eu quero, é isso que procuro de todo o coração”.

“Na solenidade da Imaculada Conceição, somos convidados a avaliar o tipo de resposta que cada um de nós dá a Cristo. Deus tem um projeto especial para cada um. Um projeto no qual cada cristão deve saber corresponder à vontade do Pai. E exige, a cada pessoa, uma resposta decidida, total e sem obstáculos”, frisou.

Dirigindo-se aos frades Professos Temporário disse que “o consagrado a Deus precisa viver uma vida intensa de oração, rezando a Liturgia das Horas, meditando diariamente a Palavra de Deus, ler bons livros que o fortaleçam espiritualmente e a obediência aos superiores”. E continuou: “Isso porque o consagrado é aquele que abdicou a sua vida para se entregar totalmente a Deus, é aquele que aceita perder a vida para ganhá-la. Não se pode ser meio consagrado; ou se entrega a Deus totalmente ou se cansará da sua opção”, alertou.

Ao terminar, o presidente da celebração recordou que no meio das nossas dificuldades, das nossas desilusões, dos nossos sofrimentos, da nossa finitude, dos medos, dos nossos pecados, dos dramas “não devemos esquecer que somos filhos amados de Deus, a quem ele oferece continuamente a vida infinita, a verdadeira felicidade”.

Após a homilia, seguiu-se com o rito da renovação onde cada candidato prometia nas mãos do delegado do Ministro Provincial, Frei António Baza, viver por mais um ano segundo a Regra e as Constituições da Ordem dos Frades Menores, em obediência, sem nada de próprio e em castidade.

Neste ano atípico, a renovação dos votos dos 26 frades foi feita dentro de um clima em que as aulas na universidade têm seu percurso normal, diferente de outros anos, em que após a renovação, os frades seguiam para os estágios nas Fraternidades da FIMDA ou em férias com os familiares.

Após a Missa, realizou-se um recreio onde se procurou comemorar a festa da Padroeira. A mesma foi marcada por diversas atividades que animaram o final do dia.

Fonte: Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui