Jubileu dos Mártires de Marrocos e de Santo António

810

Download

“Toda manhã o Senhor desperta meus ouvidos para que, como um bom discípulo, eu preste atenção” (Is 50, 4b).

Ao Conselho Diretor da CFFB, aos membros da Família Franciscana que estão em Minas Gerais e a todos os irmãos e irmãs da Família Franciscana do Brasil,
Paz e Bem!

A partir desta constatação do profeta, precisamos tomar consciência do nosso discipulado diário e, com os ouvidos atentos, estarmos prontos a acolher a Palavra que o Senhor nos dirige. Para nós, franciscanos e franciscanas, o nosso discipulado assume os contornos da fraternidade e da minoridade. Além disso, inúmeros são os irmãos e irmãs que se tornaram, e ainda hoje se tornam, testemunhos do discipulado chegando à santidade, que reconhecida quer anônima.

Devido a está grande quantidade de Santos e Beatos, algumas vezes suas memórias passam por nós e por nossas fraternidades de forma despercebida e sequer seus testemunhos são por nós conhecidos. Isso acontece com nossos irmãos que dão o testemunho da fé até o martírio: São Berardo de Carbio, Santo Acúrcio Vacuzio, Santo Adjunto de Narni, São Pedro de São Geminiano e Santo Otão de Petricchi, os Protomártires da Ordem Seráfica, martirizados em Marrakech. São eles os responsáveis de tocar com seus testemunhos o Cônego Regrante Fernando de Bulhões em Coimbra no ano de 1220.

Portanto, exatamente hoje, 16 de janeiro de 2020, estamos celebrando 800 anos do martírio desses nossos irmãos e infelizmente parece que tal celebração nos passa despercebida e, em muitos casos, celebramos o Tempo Comum.

Que nossas Ordens, Congregações, Institutos, Fraternidades e Movimentos se unam em oração e ação de graças a Deus pelo testemunho desses nossos irmãos e nos alegremos com os 800 anos dos Mártires do Marrocos e, concomitantemente, do ingresso de Fernando de Bulhões na Ordem Franciscana, se tornando Antônio de Pádua, com a mesma alegria e ênfase com que no ano de 2019 nos dedicamos aos 800 anos do encontro de Francisco com o Sultão.

Rezemos:
Ó Deus, que consagrastes os princípios da Ordem dos Menores pelo glorioso martírio dos vossos santos mártires Berardo, Acúrcio, Adjunto, Pedro e Otão, concedei que possamos viver firmes na fé, como eles não hesitaram em morrer por vosso amor. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Pela coordenação regional,

Frei Glaicon Rosa, OFMCap

Saiba mais sobre o Jubileu 2020 no site oficial

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui