Juventude e Franciscanismo: ‘Sejamos multiplicadores da alegria franciscana’

130

Quando uma pessoa que achamos interessante entra em nosso círculo de convivência, sempre vamos dar uma procurada no perfil da rede social, né?! Quem nunca deu aquela famosa “stalkeada”? Isso nada mais é do que a busca em conferir pontos em comum, afinidades… buscar conexões que nos aproximem e nos ajudem a integrá-la entre as nossas amizades. Agora, por que não buscar esses mesmos vínculos entre a nossa vida e a de alguma personalidade da história? Um santo talvez, por que não? Um cara que foi como nós: um jovem com um espírito inquieto e inovador; e conseguiu mudar a sua realidade e a de muitos com a sua alegria de viver.

Alegria de quem sabe que tem um amigo e este amigo é um Deus que está vivo, Ressuscitado. Quando temos consciência desta verdade e colocamos em nossa realidade, temos a chave para entender a alegria que viveu Francisco. Mesmo em meio às dificuldades que encontramos no caminho, nada é maior do que a certeza de um amigo que nos acompanha em qualquer dificuldade, ainda mais quando este amigo já deu uma baita prova de amor na Cruz. Neste período de pandemia, o caos pode estar rolando solto fora de casa, a solidão provocada pelo isolamento social pode causar uma saudade imensa das pessoas que amamos, mas se você faz Jesus Ressuscitado como seu amigo, o fardo torna-se leve. Se você acolher isto em seu coração e depositar a tua confiança em Jesus Cristo, isto te dará sustento, a ponto de querer comunicar essa verdade a outros jovens que estão à sua volta.

Foi deste modo que Francisco conseguiu intrigar e conquistar aqueles que estavam à sua volta, não se preocupou com os costumes e tradições de seu tempo para seguir o Evangelho de Jesus Cristo. Neste aspecto, a juventude de Francisco se faz presente na sua ousadia em buscar a inovação e romper com algumas tradições que causam somente opressão e divisão. Nós jovens também devemos questionar e nos inquietar diante das injustiças deste mundo. Recentemente tivemos o convite do Papa Francisco à juventude para repensarmos o projeto de futuro que queremos, não é à toa que este movimento é chamado de “Economia de Francisco e Clara”.

Por falar em Clara, este talvez seja um grande presente para o carisma franciscano: Santa Clara. Outra que se sentiu tocada com a irreverência de Francisco e conseguiu também, por sua vez, tocar o coração de muitas outras mulheres ao seu redor, e o nosso também eu garanto. Está vendo como viver com a certeza de Deus vivo é um negócio encantador. Vivamos com Cristo e sejamos também multiplicadores desta alegria no mundo, transformadores de muitas realidades e conforto para algumas vidas.

Agora você deve estar se perguntando: São Francisco não tem nenhuma rede social, pois não existia nem internet na época em que ele viveu, como eu vou dar aquela “stalkeada” no perfil dele para conhecer mais sobre ele e buscar pontos em comum nas nossas histórias? Não fique preocupado, porque para isto, tem o Conexão Fraterna, que traz sempre um conteúdo novo para te ajudar a vivenciar o carisma franciscano.

Fraternalmente,

Christian Cavalcante

 

Fonte: Conexão Fraterna

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui