VÍDEO: Devota cajazeirense revela histórias marcantes de Frei Damião durante visitas a Cajazeiras

248

Uma das figuras religiosas mais emblemáticas do Nordeste, Frei Damião de Bozzano, que completaria 123 anos na sexta-feira, 5 de novembro, voltou ao foco com o lançamento de um filme que resgata sua trajetória de vida e de missão católica.

“Frei Damião – O Santo do Nordeste”, do cineasta pernambucano Gerardo Lopes, estreou nos cinemas brasileiros na quinta-feira, 4 de novembro, um dia antes do aniversário do frei.

No Sertão paraibano são muitos os relatos de fiéis que conheceram e conviveram com o frade capuchinho que se dedicou à missão de evangelizar no Brasil até o último momento de vida, já com sua saúde debilitada.

É o caso de dona Albina Mareco, uma cajazeirense que se tornou devota do frei quando só tinha 10 anos de idade e ainda hoje guarda com clareza as lembranças das missões em Cajazeiras.

Ela conta que Frei Damião realizava procissões e homilias com frequência em Cajazeiras e cidades vizinhas, e que muitas vezes ele era trazido pelo Padre Francivaldo Albuquerque, então titular da Paróquia São João Bosco.

Albina Mareco relata ainda que durante as visitas de Frei Damião, multidões o acompanhavam em caminhadas e o visitavam à procura de bênçãos e de confissões.

Pio Giannotti, formado na Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, nasceu em Bozzano, na Itália, no dia 5 de novembro de 1898, mas foi radicado no Brasil, onde se tornou Frei Damião de Bozzano. Falecido em Recife no dia 31 de maio de 1997, ele está em processo de beatificação.

Acompanhe a entrevista: 

Fonte: Diário do Sertão

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui