XVI Assembleia Capitular – CICAF

57

Fátima de São Lourenço, berço da Missão das Irmãs Catequistas Franciscanas em Mato Grosso, mais uma vez acolhe as Irmãs, nos dias 15 a 20 de dezembro para a realização da XVI Assembleia Capitular da Província Santa Teresa do Menino Jesus, com o Tema: No caminho da Reorganização: Mística e Profecia e o Lema: Mulheres Peregrinas, Anunciadoras da Esperança.

Na dinâmica da Reorganização da Congregação e no processo de “Alargar a Tenda”, foram acolhidas as noviças e as irmãs das Províncias Cléglia Ânesi, Amábile Avosani, Santa Clara de Assis, São Francisco de Assis e Imaculado Coração de Maria que compartilham vida-missão nessas terras.

Irmã Ana Pereira de Macedo, Ministra Geral, fez a abertura da Assembleia Capitular, lembrando o desejo profundo que trazemos de encontro, depois do isolamento forçado pela pandemia: “Nós chegamos aqui como Madalena e as mulheres do amanhecer da Ressureição. Percorremos caminhos difíceis e desafiadores, compartilhando a dor da humanidade nesses anos de pandemia e perdas de direitos em nosso país. O capítulo, tempo especial de graça, é um convite para `alargar o espaço da tenda`, nos acolher mutuamente na diversidade que somos e, como mulheres peregrinas, anunciadoras da esperança, romper barreiras, construir processos de diálogo abertas a novos movimentos, tecer comunhão entre nós e com o povo pobre e alimentar sonhos missionários, com as forças e o potencial que temos na Congregação”. E completou: “Entremos neste capítulo envolvidas pela Mística da Encarnação de Jesus – esvaziamento – entrega. Vamos, nesses dias, percorrer um caminho mistagógico, da manjedoura até a madrugada da ressureição. E, na tenda da esperança, em sinodalidade, com audaciosa profecia, vamos vivenciar o advento de um novo tempo em nossa história congregacional”.

No compartilhar do vivido e experimentado no quadriênio que se encerra, foram lembrados, com saudade, as irmãs, familiares e amigos que partiram. Alguns levados pela pandemia do Corona Virus.

Revisitando os espaços missionários“gratidão” foi a palavra-síntese. Muita doação, entrega, ousadia e solidariedade entremearam os passos e sonhos vividos no cotidiano da vida.

Quando o olhar se voltou para a formação inicial, a alegria fez vibrar o coração. São três irmãs professas no quadriênio, quatro noviças, duas postulantes e um bom grupo de aspirantes. Elas mesmas expressaram, com gratidão, a experiência do caminho percorrido, lembrando as irmãs e as irmandades que as acompanharam.

formação continuada, nesses anos de pandemia e Reorganização da Congregação, foi acontecendo nas irmandades, por meio dos roteiros orantes, lives, encontros e assembleias promovidos pela coordenação geral da Congregação.

Continuando a grande celebração de ação de graças, fez-se a partilha dos serviços de secretaria, economato e saúde, que culminou com a memória agradecida da equipe de coordenação da Província.

Aprovada a agenda do Capítulo e as equipes de serviços, concluiu-se o primeiro dia. E Deus viu que foi muito bom!

“Não tenham medo dos limites! Não tenham medo das fronteiras! Não tenham medo das periferias! Porque aí o Espírito vai lhes falar”. (Papa Francisco)

Fontes: cicaf.org.br

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui