Como foi o Encontro Nacional de Formação para Articuladores de JPIC

89

Teve início na sexta-feira, 06, o Encontro Nacional de Formação para Articuladores de JPIC, que acontece no Instituto Francisca Paula de Jesus (Escola das Irmãs Franciscanas do Senhor), no bairro do Méier, na cidade do Rio de Janeiro-RJ.

O Encontro teve início com a Celebração Eucarística de abertura, presidida por Frei Éderson Queiroz, OFMCap, que fez uma profunda motivação sobre a necessidade da vivência do Evangelho nos dias atuais.

Após a celebração e a realização do jantar, foi promovida uma roda viva para análise de Conjuntura Social e Eclesial. Os assessores para a discussão foram Jorge Alexandre Alves e Glaucia Ferreira Lima. A discussão foi bastante rica e contribuiu para entender o contexto da sociedade e da Igreja diante das questões a serem debatidas durante o encontro. Em seguida, os participantes puderam fazer suas considerações e perguntar acerca do assunto abordado.

O segundo dia do Encontro Nacional de Formação para Articuladores de JPIC, organizado pela OFS do Brasil, foi bastante produtivo e intenso.

O dia começou com a celebração do Grito dos Excluídos, conduzida pela Irmã Juliana Ferreira, das Irmãs Franciscanas do Senhor, nossas anfitriãs. O momento reforça o apoio da OFS ao 25º Grito dos Excluídos, realizado em diversas cidades do Brasil neste dia 07 de setembro, que lembra abraça a luta por diversos direitos da população, de modo especial daqueles que estão vivendo às margens e são considerados minorias.

Após este momento houve a continuidade do momento de análise de conjuntura, desta vez abordando a perspectiva franciscana, através da partilha de Flávio José de Paula, OFS. Em seguida, foi realizada uma explanação acerca do Sínodo da Amazônia, conduzida por Moema Miranda, OFS. A discussão abordou o contexto, práticas e interpelações à vida franciscana secular sobre este importante evento proposto pelo Papa Francisco.

Depois do almoço e de um momento de animação, foi feita a apresentação do Mapeamento de Realidades em JPIC, produzido pelo Conselho Nacional da OFS do Brasil a partir de informações dadas pelas fraternidades locais. O momento foi conduzido pelo coordenador nacional de JPIC, Helio Gouvêa. O resultado deste mapeamento mostra as principais ações desenvolvidas pelas fraternidades e será disponibilizado em breve em nosso site.

A seguir alguns testemunhos foram apresentados aos participantes, mostrando a variedade de possibilidades de trabalho e inserção dos franciscanos seculares na perspectiva da Justiça, Paz e Integridade da Criação.

Em seguida os presentes foram divididos em grupos para um momento de “chuva de ideias”, a organização delas e a definição de prioridades de JPIC a serem trabalhadas nos diversos níveis da OFS.

Após essas rodas de diálogo foi realizada uma Celebração Inter-religiosa, que contou com a participação de variadas denominações. Os representantes destas foram: Padre Gabriel – Ortodoxo, Pedro Rebelo – Candomblé, Mãe Zimar – Umbanda, Sheik Adam – Muçulmano e, representando os católicos, Irmã Juliana Ferreira – Irmãs Franciscanas do Senhor, Frei Warley – OFMCap e Maria José Coelho – OFS. Este momento contou com uma partilha sobre a visão de paz destas religiões e sobre o desejo de vivência de diálogo, respeito e tolerância.

Para concluir os trabalhos do dia foi promovido um convívio fraterno, que contou com a participação destes irmãos e irmãs sedentos por paz e bem.

O domingo, terceiro e último dia do Encontro Nacional de Formação para Articuladores de JPIC, foi marcante.

O dia começou com a continuidade de partilhas das experiências em JPIC, desta vez contemplando os trabalhos desenvolvidos nos últimos anos pela JUFRA (Juventude Franciscana) do Brasil e pela Província dos Frades Capuchinhos de São Paulo.

Após as partilhas mencionadas foram apresentadas as compilações das discussões em grupo realizadas no dia anterior. Os irmãos e irmãs presentes apontaram suas sugestões e em breve será divulgado um documento final com as conclusões do Encontro, a ser publicado no site da OFS do Brasil e enviado aos regionais para que chegue às nossas bases.

Ao fim deste momento iniciou-se a Celebração Eucarística de encerramento do encontro e envio para a missão nas realidades locais. A celebração foi presidida por Dom Francisco Biassin, bispo emérito de Barra do Piraí e Volta Redonda, que reforçou que os rumos apontados pelo Papa Francisco devem nortear nossas ações, bem como a Laudato Si’ deve ser o livro de cabeceira de todos os franciscanos, pois está diretamente vinculado a um jeito de ser que perpassa por todos os aspectos de nossa vida, estando intimamente ligada aos âmbitos da Justiça, Paz e Integridade da Criação (JPIC).

A OFS do Brasil agradece a todos os irmãos e irmãs que estiveram envolvidos no encontro: aos que organizaram, àqueles que acolheram, aos que participaram, àqueles que, impossibilitados de ir ao Rio de Janeiro, acompanharam o evento pelas mídias sociais e aos que estiveram em oração pelo bom êxito do encontro.

Fonte: Ordem Franciscana Secular do Brasil

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui