Irmãs Franciscanas da Terceira Ordem Seráfica encerram as comemorações da Ano Jubilar

190

Motivadas pelas nossas quatro primeiras missionárias: Ir. Maria Benedicta Tafelmeier, Ir. Maria Willibalda Maier, Ir. Maria Bonifatia´Vordermayr e Ir. Maria Ludmilla Scropp, nós Irmãs Franciscanas da Terceira Ordem Seráfica encerramos no último dia 17/10/21 as comemorações da Ano Jubilar, junto à Mãe Aparecida com a Missa em Ação de Graças celebrada pelo Arcebispo da Arquidiocese de Aparecida D. Orlando Brandes e concelebrada por Frei Fidêncio Vanboemmel – Ministro Provincial, Frei José Francisco de Cassia dos Santos – Presidente do Serviço Franciscano de Solidariedade, Frei Hans Stapel – Fundador da Fazenda Esperança, pertencentes à Província da Imaculada Conceição do Brasil e o Padre José Ferreira, Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Glória da cidade de Guaratinguetá.

As quatro primeiras missionárias deixaram sua Pátria natal e a Casa-Mãe da Congregação no vilarejo de Auam Inn – Baviera – Alemanha, a convite dos Padres Redentoristas, para trabalharem na Vinha do Senhor e implantar na Terra de Santa Cruz o carisma Seráfico.
Atracaram no porto do Rio de Janeiro no dia 28/08/2021 e de lá prosseguiram a viagem de trem até a cidade de Aparecida – SP, onde permaneceram por 42 dias sob o Manto da Mãe Aparecida, sendo carinhosamente acolhidas pelas Irmãs de São Carlos Borromeo – conhecidas também como Irmãs Carlistas.

No dia 18/10/2021, chegaram ao destino da missão a então cidade de Campininha das Flores, hoje um bairro da capital Goiânia – GO, com o objetivo de auxiliarem os Padres Redentoristas no campo educacional e lá fundaram o grande e renomado colégio Santa Clara. Do coração do Brasil, as Irmãs passaram por diversas cidades, deixando nas vidas e nos corações das pessoas as Marcas do Amor de Deus.

Hoje 100 anos depois, nós herdeiras desse legado, somos convidadas a nos motivar e levar adiante o ideal Seráfico, motivadas pelo tema: “A coragem deve crescer com as dificuldades, pois para o bom Deus nenhum sacrifício é grande demais” (Ir. Maria Benedikta Tafelmeier), ouvindo atentas a palavra do Mestre: “Não temas pequeno rebanho” (Lc 12,32).

Somos gratas ao bom Deus que nos acompanha sempre, dando-nos desde o início a querida Mãe Aparecida para caminhar conosco e somos gratas também a todas as pessoas, irmãos e irmãs na fé e na Consagração que sempre se colocaram, se colocam e se colocarão ao nosso lado nessa caminhada, rumo ao Reino de Deus.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui