Mensagem IFC-TOR em Celebração à Festa de São Francisco

89

DOWNLOAD

Queridas Irmãs e queridos Irmãos,
Feliz Festa de São Francisco!

Paz e todo o bem!

Nós celebramos a festa de São Francisco, neste ano, em meio à criação, que continua a se enfraquecer no corpo e no espírito com os efeitos da pandemia COVID-19 e todas as suas variantes. Como tantas pessoas em todo o mundo continuam sofrendo e morrendo, lembramos nosso relacionamento com todos os nossos irmãos e irmãs, relacionamentos que foram rompidos em alguns aspectos e fortalecidos em outros.

São Francisco mostra sua preocupação com as relações entre os irmãos e irmãs quando ele conecta os valores do Evangelho com a ação em relação à compaixão e ao verdadeiro amor aos outros:

Bem-aventurado aquele que ampara o próximo segundo a sua fragilidade naquilo em que gostaria de ser amparado, se o seu caso fosse parecido. Admoestações XVIII

Bem- aventurado o servo que ama o seu irmão tanto quando está doente, e não lhe pode dar satisfação, como quando está com saúde, e pode ajudá-lo. Admoestações XXV,1

Bem-aventurado o servo que ama e respeita seu irmão quando ele está longe do mesmo jeito que quando ele está perto, e não diz nada por trás dele, que não possa dizer com caridade na sua frente. Admoestações XXV,2,3

Nossas relações sofreram muito nestes tempos: pela doença e pela morte, no trabalho e no serviço apostólico, na comunidade e na família, na fé e na esperança. O mundo está fragmentado e agora tenta restaurar um “novo normal”. À medida que recuperamos um novo equilíbrio, que nossos valores de relacionamento vivenciados, nosso “crescimento no amor universal com corações não divididos”, Regra da OTR n.8, se aprofundem num mundo de grande necessidade.

Que ao celebrar a festa de São Francisco, possamos nos inspirar em nossas próprias situações, lembrando o cuidado e a compaixão que São Francisco tinha pelos enfermos, empenhando-se em aliviar-lhes o sofrimento, vendo neles Jesus sofredor, atendendo às necessidades de todas as pessoas, em todos os níveis, com reverência e compaixão. Que nosso amor seja um farol de esperança para um mundo em dificuldades.

Ir. Deborah LOCKWOOD, Presidente da CFI-OTR
Ir. M. Magdalena SCHMITZ, Vice-Presidente
Ir.. Joanne BRAZINSKI, Conselheira
Ir. Benigna AOKO, Conselheira
Ir. Dolores CANEO, Conselheira
Irmão Franco KANNAMPUZHA, Conselheiro

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui