O que é o Tempo da Criação?

97

O Tempo da Criação é um tempo de graça que a Igreja, no diálogo ecumênico, oferece à humanidade para renovar sua relação com o Criador e com a criação, por meio da celebração, da conversão e do compromisso conjunto.

Em outras palavras, o Tempo da Criação é a celebração ecumênica anual de oração e ação pela nossa casa comum.

Quando vamos nos reunir?

O Tempo da Criação começou no dia 1º de setembro, Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, e termina no dia 4 de outubro, festa de São Francisco de Assis, o padroeiro da ecologia amado por muitas denominações cristãs.

Indivíduos e comunidades são convidados a participar por meio de orações, projetos de sustentabilidade e mobilizações.

Oração: Organize um momento ecumênico de oração que reúna todos os cristãos e cristãs para cuidar de nossa casa comum.

Sustentabilidade: Conduza um projeto de limpeza que ajude toda a criação a prosperar.

Mobilização: Defenda a justiça climática participando ou liderando uma campanha contínua, como o movimento de desinvestimento de combustíveis fósseis.

Convidamos você a programar sua própria participação nesse tempo. Como um primeiro passo, visite tempodacriacao.org. Lá você encontrará o guia oficial de celebração do Tempo da Criação, uma ampla gama de recursos e um formulário para inscrever seus eventos.

Por que é importante?

Agir durante o Tempo da Criação é viver nossa fé.

Jesus exorta os fiéis a trabalharem pelo bem comum, que exige dignificar a vida em todas as suas formas, cuidar da casa comum, comprometer-se na construção de uma vida mais justa e solidária, sociedades fraternas e pacíficas, entre outros aspectos fundamentais.

Muitas vezes, quando falamos de criação, isso se relaciona com a natureza, os animais, as paisagens, o sol, a lua, mas raramente se percebe que o ser humano é o ápice do trabalho criativo do Pai, “Deus contemplou toda a sua obra, e viu que tudo era muito bom” (Gn 1:31), nos diz a Sagrada Escritura, dando a entender que Deus, depois da criação do homem e da mulher, se agrada de ver toda a sua obra.

A este respeito, é importante mencionar que, na Bíblia, existem diferentes referências à obra criadora do Pai, que fez o céu e a terra, o mar e tudo o que neles existe (Rm 4:24) e, mais ainda, com amor ele organiza tudo para sustentar e promover a harmonia: “Olhai as aves do céu: não semeiam nem ceifam, nem recolhem nos celeiros e vosso Pai celeste as alimenta” (Mt 6:26).

Em outras palavras, ele não é apenas um Deus criador, mas um Pai amoroso que cuida com ternura do trabalho de suas mãos e tem um sonho de fraternidade para toda a humanidade.

De acordo com o exposto, o Tempo da Criação é uma celebração que permite a todos nós nos reconhecermos como “obra do ato criador do Senhor”, e contemplar a natureza e tudo o que a habita e cuidar da nossa Casa Comum.

É necessário que todos os fiéis participem da celebração do Tempo da Criação. Dado que “o que era bom aos olhos de Deus tornou-se uma coisa explorável nas mãos do homem”, e é urgente que, como Igreja, desenvolvamos ações concretas de cuidado e preservação.

A história do Tempo da Criação

Em 1989, o Patriarca Ecumênico Dimitrios I proclamou 1º de setembro como o Dia de Oração pela Criação para os Ortodoxos.

Posteriormente, o Conselho Mundial de Igrejas (CMI) estendeu a celebração até 4 de outubro, dia de São Francisco de Assis. Por sua vez, em 2015, o Papa Francisco oficializou o Tempo da Criação para a Igreja Católica Romana.

A este respeito, o Papa Francisco expressou em 2015:

“Anualmente, o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação oferecerá a cada fiel e às comunidades a preciosa oportunidade para renovar a adesão pessoal à própria vocação de guardião da criação, elevando a Deus o agradecimento pela obra maravilhosa que Ele confiou ao nosso cuidado, invocando a sua ajuda para a proteção da criação e a sua misericórdia pelos pecados cometidos contra o mundo em que vivemos. A celebração deste Dia, na mesma data, com a Igreja Ortodoxa, será uma ocasião profícua para testemunhar a nossa crescente comunhão com os irmãos ortodoxos”.

Todos os anos, as lideranças cristãs do mundo todo incentivam os fiéis a participarem do Tempo da Criação.

Em 2020, em sua carta de Ano Novo, Bartolomeu I de Constantinopla convidou homens e mulheres ortodoxos a aproveitar o ano novo para agir em favor da criação e prevenir maiores danos ecológicos à Terra de Deus.

“A luta pela proteção da criação é uma dimensão central da nossa fé. O respeito pelo meio ambiente é um ato de doxologia do nome de Deus, enquanto a destruição da criação é uma ofensa ao Criador, totalmente irreconciliável com os princípios básicos da teologia cristã”, escreveu ele.

“Apelamos aos jovens ortodoxos para que percebam o significado de viver como cristãos fiéis e pessoas contemporâneas.”.

O Arcebispo de Canterbury, Justin Welby, sempre pede aos fiéis que também celebrem o Tempo da Criação.

Em 2019, ele descreveu a crise climática como “o maior desafio que enfrentamos nós e as gerações futuras” e exortou os cristãos de todo o mundo a lutar contra as alterações climáticas com maior urgência e solidariedade ao longo do ano, mas especialmente durante o Tempo da Criação.

Um tema novo a cada ano

A cada ano, o Comitê Diretivo Ecumênico sugere um tema e fornece recursos que orientam a celebração do Tempo da Criação; em 2019 o tema foi “Teia da Vida”.

O tema de 2020 foi “Jubileu pela Terra”. Foi um ano marcado por uma nova realidade, em que todos os seres humanos se lembram que somos vulneráveis ​​e que, além disso, precisamos de outros para sobreviver, à pandemia COVID-19, mesmo com todas as dores causadas, foi e continua sendo uma oportunidade para todos nós voltarmos nossos olhos para Deus.

Com alegria, pudemos constatar que durante o Tempo da Criação 2020, milhares de pessoas e comunidades participaram de eventos vivificantes, iluminando o caminho de nossos irmãos e irmãs mais vulneráveis, que buscam esperança em meio a uma pandemia e ao agravamento da crise climática, entre outras crises que afetam nosso mundo.

Para este ano, o tema proposto é “Uma casa para todos? Renovando o Oikos de Deus”. Oikos é a palavra grega que significa “lar” ou “casa”; o símbolo proposto é a Tenda de Abraão, que representa nosso compromisso em preservar um lugar para todos os que compartilham nossa casa comum.

Quem pode participar da celebração do Tempo da Criação?

Todos: crentes e não crentes. Porque todos somos chamados a viver em harmonia, sendo guardiões responsáveis ​​da nossa casa comum, o que implica que todos devemos nos comprometer a cuidar da vida em todas as suas formas, lembremo-nos que cuidar não se refere apenas a proteger, mas implica necessariamente amar, contemplar e sentir parte da obra criadora de Deus.

Convidamos você a fazer parte desta celebração a nível pessoal, familiar e comunitário. Compartilhe posts nas redes sociais com a hashtag #SeasonofCreation ou #TempoDaCriação. E não se esqueça de interceder por este tempo ao Senhor com a Oração pelo Tempo da Criação 2021.

Fonte: Tempo da Criação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui