Com Deus nos Dias de Hoje: curso básico de vida franciscana

R$36.00

SINOPSE
O livro com Deus nos dias de hoje. Tenta inicialmente compreender o Franciscanismo a partir d ótica da encarnação do verbo, o autor procura em seguida delinear os fundamentos bíblicos e teológicos da vida franciscana, antes de abordar a dimensão mística e religiosa do carisma para, finalmente, concluir com a dimensão sociopolítica. Viver concretamente o carisma (mística) na dimensão sociopolítica (compromisso na sociedade) será sempre, para os seguidores de Francisco, a maneira (e o desafio) de encarnar a sua religião.

83 em estoque

Descrição

NOME: Com Deus nos dias de hoje – Curso básico de vida franciscana
AUTORES: Rotzetter, Anton
ORGANIZADORES:
TRADUÇÃO: Carlos Almeida Pereira
FORMATO: Livro

DETALHES DO PRODUTO
Origem: Nacional
Editora: Vozes
Edição: 1
Assunto: Espiritualidade
Idioma: Português

Ano: 2003
País de Produção: Brasil
Código de Barras: 978832628091
ISBN: 8532628095
Encadernação: Brochura

Complemento:
Nº de Páginas: 424
Sumário
Introdução; Mensagem e testemunhas; Uma religião da encarnação; Como Francisco festejou o natal; O que é mesmo franciscano? A “secularidade” da vocação franciscana; A tarefa missionária; Para pensar e discernir; A família franciscana; Por que todo mundo vai atrás de Francisco; As três ordens; Uma família; Para pensar e discernir; Os fundamentos; A bíblia – O ser-Deus de Deus; Como Francisco fez advertir o rei Otão; Os profetas; A vocação fracassada dos sacerdotes; A missão dos profetas; No seguimento de Jesus; O ser-Deus de Deus; para pensar e discutir; Uma fascinante base para a missão; Como Francisco enviou ao mundo os primeiros frades; A cruzada e a viagem missionária de São Francisco; Resultados; Para pensar e discutir; diretrizes do nosso tempo; como todos os tempos, também o nosso é tempo de Deus; A Família Franciscana como um todo é missionária; Todo irmão é um missionário, todas imã uma missionária; Atitudes básicas; Que significa “PAZ e BEM?; Respondendo a uma objeção; Consequências práticas; A dimensão mística e religiosa; Contemplação e missão – Nosso convento é o mundo inteiro; como se fosse a voz de Deus; contemplação- que coisa é esta?; O retiro- Deixar o mundo sem sair do mundo; Viver para aquele que por todos morreu; O mundo como convento – contemplação como missão; O mundo no convento; Levar a cela consigo por toda parte; “Mas que eremitério” – Contemplação como realidade vivida; Andar pelo mundo contemplativamente; Decisão por Cristo e extensão universal; enviados ao mundo inteiro; As convicções religiosas do século; Atitude universalista em Francisco; Compromisso exclusivo com Jesus Cristo; Converter-se para o centro que unifica todas as coisas; Pontes para a compreensão moderna; A reconciliação universal – A fraternidade; Todas as criatura são irmãos e irmãs; Um olhar sobre o nosso mundo; A poesia dos primeiros relatos; Tentativa de interpretação; O anúncio da palavra – Só o amor possui credibilidade; O sermão de Frei Egídio; “Ai de mim se não anunciar o Evangelho!”; A comunidade como portadora do anúncio; Pregação e estilo de vida; contemplação como fundamento da pregação; Pregar a partir de uma situação vivida; anunciar a palavra do Senhor; Pregar a partir da própria história; Pregar a partir da história dos outros; O mundo secularizado – também ele é Reino de Deus; Nosso convento é o mundo inteiro; O conceito de secularização; O cristianismo e a secularização; O “novo humanismo; Testemunho franciscano hoje; O diálogo com as outras religiões; Por que Francisco de Assis respeitava os escritos da humanidade; Diálogo – O conceito e as regras básicas; O cristianismo e as outras religiões; O diálogo na vida diária; Dialogo franciscano; Encontro com os muçulmanos – Encontro com amigos; como Clara enfrenta os sarracenos; O Concílio Vaticano II; Primeira Conferência Internacional Islâmico dos Franciscanos em Assis; Informações básicas sobre o Islã; O fenômeno do fundamentalismo; Inculturação – Necessita-se confiança e modéstia; Como Francisco aprendeu com uma cultura diferente; Que é Inculturação?; Inculturação como tarefa franciscana; Um sonho de uma igreja indígena; Como Francisco foi arrebatado pelo Espírito de Deus em Machu Picchu; superioridade nada cristã; Os franciscanos vão ao encontro do “outro”; A avaliação própria e a avaliação do outro; A descoberta da cultura indígena; Intolerância cega e violenta; Mais uma vez: Inculturação; A dimensão sociopolítica; A opção pelos pobres;-Os amigos preferidos de Jesus; A dignidade dos pobres; A pobreza e os pobre no começo do 3º milênio; A reação da Igreja; Os pobre no Antigo Testamento; Jesus e os pobres; O dicionário da pobreza e Francisco de Assis; Os primórdios do movimento franciscano; Perspectivas finais; Teologia da libertação – Vamos olhar isso melhor; como Francisco salvou a vida de um cordeirinho; A nova atitude da Igreja latino-americana: opção pelos pobres; A questão básica da fé e do Reino de Deus; Os agentes da libertação; Resistência contra a teologia da libertação; A importância permanente da teologia da libertação; O movimento franciscano e a teologia da libertação; A nova chance; O capitalismo – Quem é dono de que?; Deus ou o dinheiro; Definindo alguns conceitos; O poder do dinheiro; A revolução técnica-cientifica e seus efeitos sobre o mundo do trabalho; O pensamento capitalista – O neoliberalismo; Consequências catastróficas; Crítica do capitalismo; O marxismo – solidariedade e partilha; Karl Marx – Vida e doutrina; As faces do marxismo; Observações críticas; Francisco de Assis e o marxismo; Mulheres e homens – onde fica a fraternidade?; Francisco e as mulheres; O fenômeno do sexismo; A resposta do feminismo; A confissão de culpa da Igreja; Aspectos sexistas da história da Igreja; Uma nova maneira de pensar na Igreja; O desafio franciscano; Ciência e técnica – O homem e a criação; O que Francisco pensava da ciência; As duas faces de ciência e técnica; Consequências; A visão cristã da criação; Aspectos franciscanos; O uso da técnica não é neutro; Empenho pela Paz – O anseio mais profundo dos homens; Como Francisco fez o lobo de Gúbio se tornar manso; A verdadeira paz; A alternativa franciscana; Capacidade de conflito e sofrimento; Construir paz pela não-violência; Viver a justiça de Deus; A tarefa permanente; O sonho do Papa; conversão; por um novo pensamento na igreja; Sobre o discernimento dos espíritos – Os critérios franciscanos da evangelização; Para pensar e discutir.