“A vacina é a solução”, diz o frade mais idoso da Província

68

Frei Cássio Vieira de Lima, que completará 100 anos de idade em agosto próximo, foi o primeiro frade a ser vacinado contra a Covid-19 na Paróquia Senhor Bom Jesus dos Perdões, em Curitiba (PR). O frei recebeu sua primeira dose nesta segunda-feira (8), aplicada por uma equipe da Prefeitura Municipal de Curitiba em visita à igreja. Com a morte de Frei Olavo Seifert no começo do ano, que estava com 101 anos, Frei Cássio se tornou o frade mais idoso consagrado de todos os 395 religiosos da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil.

O frade centenário demonstra lucidez e alegria por receber a primeira dose. “Gostaria de enfatizar que a vacina é a solução”, afirma. “Quem sabe no futuro se descubram meios melhores, mas atualmente essa é a melhor aposta. Considero que é uma obrigação de consciência de cada um se vacinar”, defende. “Deus quer que a gente se trate, que mate esta doença e viva na presença Dele mais feliz”.

O frade mostra que está em sintonia com os pensamentos do Santo Padre. “Penso como o Papa Francisco, que tem uma autoridade moral e intelectual. Ele está no caminho certo quando recomenda que façamos um tratamento muito sério, cumprindo a função de pai de todas as pessoas do mundo — especialmente dos católicos”.

Para o frei, o primeiro pensamento que vem em relação à pandemia é de tristeza, pois “nosso corpo não nasceu para ter doenças, mas ter saúde”. Por isso, fica triste ao ver tanta gente sofrendo, e demonstra compaixão ao se preocupar com os mais pobres que não têm condições para se informar.

No entanto, Frei Cássio mantém a esperança em Deus, pois acredita que “Ele permite isso para que nos lembremos que não nascemos somente para este mundo, mas para passar uma temporada, diferente para cada pessoa. No fim, através da oração, confiança e caridade, alcançaremos a vida eterna — onde não existe doença nem dor. Nada negativo, apenas positividade”, explica. “Ao mesmo tempo em que Deus não abandona seus filhos, Ele também faz com que apareçam os meios para combatermos a doença e voltar a ter alegria e felicidade”, ensina.

O frei também expressou gratidão ao prefeito Rafael Greca, a administradora do regional/Matriz Rafaela Lupipon e sua equipe. “Todas as pessoas sensatas aguardam esta vacina. Muita gente já a recebeu, graças a Deus e ao interesse do prefeito, que conheço bem. Trabalhei com ele em seu primeiro mandato e agora é sua oportunidade de mostrar vontade de acertar e governar bem — e está mostrando”.

O pároco Frei Alexandre Magno e guardião da Fraternidade do Franciscanos em Curitiba, também agradeceu a equipe da Prefeitura Municipal de Curitiba que atendeu Frei Cássio com profissionalismo. “Este testemunho, creio, poderá influenciar outras pessoas”, relata.

Pela Fraternidade de Curitiba, foram vacinados Frei Gamaliel Devigili, Frei Benjamim Berticelli, Frei Henrique Dell Olivo, Frei Heitor Cela e Frei Ladi Antoniazzi.

Um frei centenário

Frei Cássio Vieira de Lima nasceu em 22 de agosto de 1921, em Japurá, estado de São Paulo. É o mais velho de cinco irmãos de uma família pobre e humilde. Em 1941 entrou para a Ordem dos Frades Menores, os franciscanos. Em 1949 foi ordenado sacerdote. É atendente conventual na Fraternidade Bom Jesus dos Perdões de Curitiba (PR). Fala onze idiomas, foi professor em Curitiba e prefeito do município de Planalto, interior do Paraná, entre 1976 e 1981.


Joka Madruga, pela Pascom da Paróquia Bom Jesus dos Perdões de Curitiba (PR)

Fonte: Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui