Cabo Verde: Capuchinhos abrem ano jubilar “75 anos no meio do povo das ilhas”

425

Os 4 missionários Piemonteses que chegaram a Cabo Verde no dia 21 de julho de 1947 e que já partiram para a casa do Pai, bem como os outros 30 que os seguiram, foram lembrados pelas marcas que deixaram no coração do povo das ilhas. Também os atuais filhos de São Francisco que ainda estão nas ilhas e noutras paragens, diz o Frei Matias Silva, Custódio da Ordem em Cabo Verde.

Até outubro, mês do encerramento do ano jubilar, as iniciativas vão acontecer um pouco pelas ilhas onde há a presença da Ordem Franciscana Capuchinha, garante o Frei Matias Silva.

A ilha do Fogo recebe no próximo ano por altura da festa de São Francisco, em outubro próximo, a celebração de encerramento do Ano Jubilar.

Reza a história que na altura em que chegaram os 4 primeiros missionários ao arquipélago composto por 10 ilhas, a pedido do então Bispo de Santiago de Cabo Verde, Dom Faustino Moreira dos Santos (1941/1955), havia 30 paróquias e 14 sacerdotes.

Fonte: Vatican News

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui