Capuchinhos realizarão Encontro Pan-Americano em 2020

543

“Reavivar nosso carisma nas Américas” será o tema do encontro que pretende rediscutir a formação, a missão e colaboração entre os frades, em todo o continente.

Havia parado de chover há pouco, naquelas intermitências típicas das tempestades tropicais. Era o começo da tarde de segunda-feira, 20 de maio, quando 4 irmãos capuchinhos iniciavam os trabalhos de uma nova comissão da Ordem, reunidos pela primeira vez na Fraternidade São Pio, na cidade de Chepo, no Panamá. Sede da uma paróquia com nada menos que 65 comunidades confiadas aos capuchinhos, a pequena cidade em nada remete aos arranha-céus da turística capital panamenha, a apenas 60km dali. Por outro lado, expressa com clareza os vários contrastes que marcam o continente americano e a enorme diversidade de missões abraçadas pelos capuchinhos, em todos esses países.

Essa reunião, no portal da selva centro-americana, marca o início do caminho em direção a um Encontro Pan-Americano dos Capuchinhos, previsto para acontecer em outubro de 2020, no Panamá. O novo Governo Geral da Ordem, eleito em setembro do ano passado, em seu primeiro comunicado já sinalizava o desejo de que os capuchinhos de toda a América se encontrassem para rediscutir sua presença, sua formação e sua missão em terras americanas, frente às bruscas mudanças e às novas problemáticas desta virada de época.

O desejo do Governo Geral foi acolhido pelas 4 conferências que organizam e reúnem os frades no continente. E, sob a orientação dos 3 Conselheiros Gerais responsáveis pelos países de língua inglesa, de língua espanhola e pelo Brasil, foi formada uma Comissão Preparatória, com a missão de preparar as reflexões que antecedem Encontro Pan-Americano e organizar sua realização: Frei Benigno Varela (Costa Rica), Frei Bill Kraus (Estados Unidos), Frei João Ferreira Júnior (Brasil) e Frei José Luis Cereijo (Argentina).

Para conhecer os irmãos que compõem a Comissão Preparatória, clique aqui.

O evento é grandioso e terá como tema: Reavivar nosso carisma nas Américas. A intenção é de que as reflexões feitas a partir daqui e que culminarão no Encontro, em outubro de 2020, sejam um marco na atuação dos capuchinhos em todo o continente. E, talvez, abra caminho a eventos similares em todo o mundo. Além das estruturas de organização da Ordem, pretende-se avaliar a importância do carisma franciscano-capuchinho frente às realidades dos países americanos, bem como formas eficazes e relevantes de expressão desse carisma. Consequentemente, se põem em discussão os princípios da identidade capuchinha na América, o processo de formação dos frades, a colaboração econômica e fraterna entre as províncias e as conferências, como também as frentes de missão.
Em 03 de julho de 2019, aniversário de 491 anos da aprovação dos capuchinhos pela Igreja, a Comissão Preparatória deve lançar a Carta de Convocação a todos os frades do continente, estabelecendo o número e os critérios de eleição dos participantes e o calendário dos trabalhos seguintes.

“O desafio será envolver todos os frades na reflexão e na elaboração das discussões que acontecerão no Encontro Pan-Americano. Só assim, com essa corresponsabilidade na preparação e nos encaminhamentos, se garante que não seja apenas um evento, mas que tenha verdadeira incidência na vida dos frades e de suas fraternidades, em todos os lugares onde estamos. Será um momento de celebrar e avaliar nossa caminhada no continente, como também de propor passos mais largos, mudando mentalidades e estruturas” – disse Frei Carlos Silva, Conselheiro Geral para o Brasil.

Fonte: Franciscanos Capuchinhos de Minas Gerais e Capuchinhos do Brasil /CCB

Por Frei João Ferreira Júnior (Conferência CCB)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui