Comissão Organizadora amplia prazo de Inscrições para o Mutirão de Comunicação

132

A Comissão organizadora do Mutirão de Comunicação, maior evento de comunicação eclesial do país, informou que as inscrições para quem deseja participar do evento foram prorrogadas.

As inscrições para o Mutirão de Comunicação iniciaram em novembro de 2020. De lá para cá, mais de 3.000 pessoas já se inscreveram para participar do maior evento de comunicação eclesial do país, que irá ocorrer nos dias 23 e 24 de julho de 2021.

Os interessados em participar do evento, que este ano será realizado de forma 100% online, poderão se inscrever no site do Mutirão. As vagas são limitadas e a expectativa, segundo a comissão organizadora, é chegar aos 4 mil inscritos.

Marcus Tulius, membro da comissão organizadora, disse que a Comissão realizou uma reunião na manhã da terça-feira, 29 de junho, para decidir sobre a prorrogação das inscrições e a ampliação do número de participantes. “Nós iremos aumentar, mas serão vagas limitadas. É importante que quem deseje participar garanta a sua vaga, uma vez que quando encerrar essa reabertura, as inscrições serão encerradas”, alertou.

De acordo com Marcus, entre os inscritos há agentes da Pastoral da Comunicação, jornalistas, profissionais de relações públicas, profissionais de veículos de inspiração católica. “Queremos ainda mais contar com a participação nessa etapa, nesse alargamento do processo de inscrição”, disse o Marcus.

A temática

A construção do tema do Mutirão de Comunicação 2021 considerou a urgência de respostas efetivas aos desafios que as várias frentes hoje de defesa da dignidade e da liberdade humanas experimentam, em destaque na comunicação, e que se dão de variados modos nas mais distintas sociedades.

Com a inscrição “Por uma comunicação integral”, o tema se define, em primeiro lugar, como a inarredável defesa política e social de uma comunicação democrática, horizontalizada e responsável.

“É um tema, mas também um lema, pois se coloca como um brado, um grito de inclusão dos que são marginalizados, impedidos de se manifestarem e de darem-se a conhecer em seus modos de ver e de dizer o mundo. Comunicação integral, também, na abertura que deve existir em relação ao outro; em uma postura verdadeiramente dialógica e na consideração das diferenças e do direito humano de todos a se comunicar”, disse o professor Mozahir Salomão, coordenador do Grupo de Reflexão sobre Comunicação da CNBB.

Programação

A programação terá início na sexta-feira, dia 23 de julho, às 16h45, com previsão de encerramento às 21h. Logo às 18h haverá a palestra magna “Por uma comunicação integral: o humano nos novos ecossistemas”, com a participação de Massimo di Felice. Já às 19h15 haverá a conferência “Comunicação para a paz em tempos de fake news e ultraconservadorismo”, com Magali Cunha. Às 20h, haverá um momento de interação com reflexões e diálogos com os participantes.

No sábado, dia 24, o Mutirão se estende de 8h30 às 18h. Às 9h haverá a conferência “Era do onlife: real e virtual se (com)fundem. Também na Igreja?”, com o palestrantes Paolo Benanti. Na sequência, Às 10h, a conferência “Retomar as rédeas do mundo: o humano-cristão nos novos ecossistemas à luz da Fratelli Tutti”, com o Norval Baitelo Jr.

Às 11h15 é a vez de uma mesa redonda sobre “ecologia das mídias e nas mídias católicas”, com a participação da Adriana Braga e do André Trigueiro. Às 13h30 haverá a conferência “Comunicação para o bem viver em tempo de máxima desigualdade”, com a Viviane Mosé.

Às 14h30 é a hora da conferência “Utopias do mundo integral”, com o Carlos Ferraro; já às 16h10 haverá a conferência “Comunicação integral: influenciadores ou influenciados?”, com a participação de Elizabeth Saad.

Além das palestras, estão previstos momentos de espiritualidade, lançamentos de livros, tecnologias de comunicação e apresentações culturais. Durante todo o evento haverá interação com os participantes.

Fonte: CNBB

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui