Ecos da Assembleia Civil da CICAF

167

“Nossa vida é expressão de alegria e criatividade!”

“Realizar nossa Assembleia presencialmente é desejo de todas nós, mas diante da situação pandêmica, ainda é prudente o cuidado à vida! Sentimentos diversos estão em nós como a guerra da Ucrânia, somada à dor e sofrimento dos povos, num contexto comum de fome, desemprego, deslocamentos humanos em nossos continentes.

Que estas situações não nos tirem a indignação, a solidariedade, a compaixão e nos convidem a abrir janelas de esperança para o mundo e estender a bandeira da paz! Envolvidas desse espírito e em solidariedade com os pobres, vamos nos dispor e dar nossa contribuição nestes dias”. Assim nos motivou a ministra geral, Irmã Ana Pereira de Macedo, na Assembleia Civil da CICAF, online, nos dias 17 a 19 de março de 2022.

Os momentos orantes e celebrativos iluminaram a cada dia, atitudes de escuta, de acolhida e discernimento.

O escritório Benincá, com a assessoria de Jacó, e irmãs do economato geral e provinciais apresentaram a Prestação de Contas do exercício 2021 e Plano de Ação 2022.

Seguimos à reflexão de alguns espaços nossos de sustentabilidade: Casa Paz e Bem, Curitiba, Porto Velho, Vitorino Freire, Fátima de São Lourenço, Rodeio, Laurentino.

No processo de Reorganização da Congregação, refletimos a gestão dos bens, considerando os imóveis de: Bairro Novo em Curitiba; Teresina – Piauí, Ariquemes-RO e Itapema Meia Praia-SC, trazendo presente a contextualização, sustentabilidade, desafios e perspectivas de cada realidade.

A dinâmica e o conteúdo do Planejamento Estratégico, assessorado por Marcelo Cordeiro, de Santa Maria – tem como objetivo o todo da congregação principalmente a missão e o discernimento.

Planejar envolve humildade, consenso e audácia!

A sociedade e as Instituições viveram até pouco tempo, um modelo de vida e organização simples, controlável, previsível, lento e estável. Com a velocidade da internet e as mídias sociais, hoje estamos num ritmo de vida complexo, fora de controle, imprevisível, rápido, instável.

É possível, hoje, diante dos muitos desafios, uma Reorganização que responda com leveza, abertura e fidelidade sem perder de vista o ponto de partida?

A Assembleia respondeu aos seus objetivos na participação, no envolvimento das irmãs e na partilha de boas notícias: 11 Irmandades interprovinciais; o considerável número de jovens no processo de formação inicial; a alegria do embarque para Angola de três irmãs e uma simpatizante, em breve!

Destacamos a participação e o entusiasmo das irmãs na Assembleia e a disponibilidade de tempo para a mesma! A ministra geral Irmã Ana Pereira de Macedo concluiu os trabalhos com palavras animadoras e cheias de esperança: “Vamos continuar unidas e atentas aos clamores dos pobres, à realidade congregacional e abraçar as nossas vulnerabilidades, confiantes na Luz Divina.

“Abraço pascal a todas as Irmandades”!

Por: Irmandade da Vila Matilde-São Paulo- SP

Fonte: Congregação das Irmãs Catequistas Franciscanas

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui