Frades se preparam para a Renovação dos Votos e revigoraram o “sim” ao chamado de Deus à Vida Franciscana

227

No final do mês de outubro em que se celebra a vida e a entrega radical de São Francisco de Assis ao Cristo, Pobre e Crucificado, os frades do Convento São Boaventura na Etapa da Filosofia se propuseram a revitalizar a experiência pessoal de fé e entrega de si mesmos ao Pai por meio do Evangelho. Utilizando de desertos e partilhas sobre o Carisma Franciscano na atualidade, entre os dias 30 e 31 de outubro ao dia 1º de novembro, os frades se preparam para a renovação dos votos.

Através das convicções e reflexões de vida consagrada, contemplativa e apostólica de Dom Frei Diamantino Prata de Carvalho, Bispo Emérito da Diocese de Campanha – MG, os frades estudantes desejam revigorar a experiência de Deus provocada desde antes do despertar vocacional e intensificada pelo Noviciado. Frei Diamantino está iniciando uma nova etapa de sua vida na capital paranaense Curitiba, onde estende sua experiência como frade menor e bispo na atividade apostólica e cuidado pastoral na Santa Casa de Misericórdia de Curitiba. Percebendo está oportunidade, os frades o convidaram para compartilhar a sua missão e guiá-los nestes dias de discernimento.

Recordando a atualidade do Carisma Franciscano no mundo e na Igreja, em especial, ao perceber a atualização do carisma que o tema do Capítulo Provincial, a ser realizado este ano, provoca a toda Fraternidade Provincial – “Fraternidade Contemplativa em Missão: nossa regra é o Evangelho, nosso claustro é o mundo” –, Dom Diamantino partilhou: “É preciso ir em missão! O que vimos, não podemos deixar de anunciar; o que contemplamos, não podemos deixar de proclamar. Mas temos de ir, com esta abertura de coração, escutar o que está lá, na sociedade, e devemos então, como que culturalmente, assimilar para podermos ser mais eficientes naquilo que anunciamos, naquilo que proclamamos”.

O pregador, agradecido pelo convite da Fraternidade São Boaventura, afirmou: “O que nós experimentamos, também tentamos viver no meio daqueles que nos são confiados pastoralmente. Por isso, tenho me sentindo gratificado, porque voltar, conviver e também partilhar é enriquecimento. E o que nós pudermos fazer para nos enriquecermos mutuamente, faremos, pois estamos aí, no mundo, para servirmos”.

De forma pessoal, Frei Jerónimo Cheia Mário, frade no segundo ano de filosofia, descreveu a experiência deste retiro dizendo: “Acredito ser uma oportunidade singular para olharmos para o passado, para o momento que cada um de nós, na família, com os pais, e na comunidade de origem, sentiu no coração aquela voz que diz, “vem e segue-me”. Este retiro está sendo o momento em que me coloco diante do Senhor refletindo sobre o primeiro sim que outrora dei, e, me pus a caminho, da Profissão que fiz nas mãos do Ministro Provincial, e dos votos que fiz e assumi diante do Senhor, da Ordem, da Igreja e do mundo.

Frei Josiélio da Silva Oliveira, frade no último semestre de filosofia, ressaltou a importância da reflexão sobre a vida franciscana provocada nestes últimos dias afirmando que: “É sempre uma volta às origens, à simplicidade de ser um frade menor, aquele que vive o Evangelho, aquele que está à serviço, amando o que faz, aprende a amar os homens com o coração de Deus e a Deus com o coração de homem! Nos preparar para renovar os Conselhos Evangélicos é perceber que devemos ser terrenos onde Deus possa brotar e como João Batista, afirmar mais uma vez que queremos que Deus cresça e nós diminuamos… Só pode ser grande quem se faz menor, no serviço a Deus e aos homens!”.

A Renovação dos Votos dos frades no período da filosofia ocorrerá, como de costume, no dia 8 de dezembro na Solenidade da Imaculada Conceição da Bem-aventurada Virgem Maria, padroeira da Ordem dos Frades Menores.

Fonte: Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui