Manuela Castro: a comunicação na 58ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil

169

 

Repetindo uma iniciativa que deu certo em edições anteriores, o serviço de comunicação da 58ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil (AG CNBB) está sendo desenvolvido por uma equipe composta por profissionais da Assessoria de Comunicação da CNBB em colaboração com profissionais e jornalistas que atuam nos regionais da entidade, arquidioceses e pastorais da Igreja no Brasil. A equipe se reuniu, por duas vezes, para detalhar a forma de trabalho e o papel de cada um, uma vez que o trabalho acontecerá de forma remota.

Sob a coordenação da assessora de Comunicação da CNBB, Manuela Castro, a equipe ganhou um reforço, disse ela à Rádio Vaticano – Vatican News. Será composta pelos jornalistas que integram a Ascom CNBB (Bruno Feittosa, Larissa Carvalho, Luiz Lopes e Willian Bonfim), com a colaboração do assessor de comunicação do Regional Sul 4, Franklin Machado, da assessora de comunicação da arquidiocese de Salvador (BA), Sara Gomes, da coordenadora de comunicação da Pastoral da Criança, Vanuza Wistuba, da assessora de comunicação Regional Sul 2 da CNBB, Karina de Carvalho, e do jornalista da arquidiocese de São Paulo, padre José Ferreira. O assessor de comunicação do Regional Leste 1, Adielson Agrelos, e o Caio Lima vão contribuir na produção audiovisual do evento.

A assessora de comunicação da CNBB considera que esta experiência de chamar colaboradores para a Assembleia se demonstrou muito exitosa nas edições anteriores, “por isso, mesmo a Assembleia se realizando de modo virtual nós decidimos pedir ajuda desse colaboradores para termos uma cobertura mais ampla, conseguir cobrir todos os eventos, todos os temas discutidos na Assembleia na parte da manhã e da tarde, além da nossa coletiva de imprensa, também matérias de bastidores. Enfim é um apanhado de muitas ações que acontecem e de curiosidades que nós temos nas Assembleia Geral e assim a gente pode fazer uma cobertura mais ampla”.

É uma riqueza – disse ainda Manuela – poder contar com a colaboração, na cobertura jornalística e informativa da 58ª AG CNBB, com o trabalho de uma equipe de jornalistas que já atuam a serviço da Igreja nos regionais, arquidioceses e pastorais. “A experiência desses profissionais vai enriquecer o trabalho de aproximar a assembleia e os debates que o episcopado brasileiro fará dos católicos e da sociedade brasileira”, disse.

Manuela fala também da cobertura fotográfica, apesar de ser uma Assembleia on-line, “mas estamos fazendo fotos de bastidores, dos bispos que estão participando através do seu computador, da movimentação aqui na CNBB, dos assessores e também todo o trabalho de rede social e assessoria de imprensa”.

Fonte: Vatican News

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui