Mensagem de solidariedade da Ordem dos Frades Menores

37

“O fruto da justiça será paz; seu efeito será tranqüilidade e segurança para sempre”. (Is 32, 17)

Nas últimas semanas, assistimos a uma série de eventos sociopolíticos que ocorreram na América Latina, particularmente no Equador, Chile e Bolívia e, também, no Líbano, entre outros países do Oriente Médio, que também estão passando por tempos difíceis. Tais eventos derivam do descontentamento de grande parte da população com o sistema político ou com o sistema econômico (Cf. Evangelii Gaudium n.60) – ou ambos – nos respectivos países. Mas, junto ao descontentamento e a frustração somam-se a desigualdade, a iniquidade e a corrupção: o Papa Francisco chamou de “câncer social”.

As pessoas – sem medo – foram às ruas para expressar publicamente seu descontentamento e exigir dignidade. Em algumas ocasiões, atos de violência foram desencadeados entre manifestantes e forças de segurança. Testemunhamos os saques e a destruição de lojas, órgãos públicos e religiosos, mas o que mais nos fere e nos preocupa é a violência perpetrada contra tantos homens e mulheres, violência que levou à perda de vidas. Estamos preocupados com a normalização da violência e repressão como forma de resolver conflitos. “A alegria de viver frequentemente se desvanece; crescem a falta de respeito e a violência, a desigualdade social torna-se cada vez mais patente. É preciso lutar para viver, e muitas vezes viver com pouca dignidade. (Cf. EG n.52).

Convidamos todos os envolvidos, especialmente os governos eleitos democraticamente, a se manifestarem, promovendo o diálogo e o encontro. Incentivamos nossos irmãos franciscanos e a Família Franciscana a orar e a se envolver ativamente com o povo em suas justas demandas, abrindo nossas paróquias, conventos, escolas e santuários à oração compartilhada, ao diálogo criativo e à busca sincera e desinteressada pela paz. Lembremos que “uma Igreja em saída” é uma Igreja cujas portas estão abertas” (Cf. EG. 46).

Nossa espiritualidade franciscana nos convida continuamente a ser pontes, promotoras e agentes do diálogo; construtores da humanidade. Temos notícias de como os frades do Chile e da Bolívia se envolveram nas questões sociais das últimas semanas. Nós os encorajamos a continuar acompanhando e apoiando os excluídos da sociedade. Como Definitório Geral, estamos com vocês e com todas as pessoas de boa vontade que buscam uma sociedade mais justa e fraterna.

Roma, 11 de novembro de 2019

Frei Julio César Bunader, OFM
Vigário Geral

Fonte: Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui