O caminho de São Francisco

56

Se sentires o chamado do Espírito,
atende-o e procura ser santo(a)
com toda a tua alma, com todo o teu coração
e com todas as tuas forças.

Se, porém, por causa de tua fraqueza
não conseguires ser santo(a).
procura então ser perfeito(a)
com toda a tua alma, com todo o teu coração
e com todas as tuas forças.

Se, contudo, não conseguires ser perfeito(a)
por causa da vaidade de tua vida,
procura então ser bom(a)
com toda a tua alma, com todo o teu coração
e com todas as tuas forças.

Se ainda não conseguires ser bom(a)
por causa das insídias do Maligno,
então procura ser razoável
com toda a tua alma, com todo o teu coração
e com com todas as tuas forças.

Se, por fim, não conseguires
nem ser santo(a), nem perfeito(a), nem bom(a),
nem razoável, por causa dos teus pecados,
então procura carregar este peso e entrega
tua vida à divina misericórdia.

Se isto fizeres, sem amargura,
com toda a humildade e com jovialidade do espírito,
por causa da ternura de Deus que ama os ingratos e maus,

então, começarás a sentir
o que é ser razoável,
aprenderás o que é ser bom(a),
lentamente aspirarás a ser perfeito(a),
e, por fim, suspirarás por ser santo(a).

Se tudo isto fizeres,
cada dia,
com toda a tua alma,
com todo o teu coração e com todas as tuas forças,
então, eu te asseguro, irmão e irmã:
estarás no caminho de São Francisco,
não estarás longe do Reino de Deus!0

Do livro “Ternura e Vigor”, de Leonardo Boff, Vozes.

Fonte: Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui