O Franciscanismo e o Apostolado

147

Paz e Bem, estimados irmãos e irmãs! Como é agradável refletir sobre O Ser Franciscano, o jeito de viver esta Espiritualidade que por um pouco mais de 800 anos encanta, atrai e conquista os corações, e a partir desta Espiritualidade, transmitirmos o Franciscanismo com a nossa vida, de uma forma de apostolado em todos os ambientes que tivermos acesso, e de todas as formas. A forma e a regra de vida de todo franciscano consistem em viver o Evangelho de Jesus Cristo, em obediência, sem nada de próprio e em castidade, por aí já temos um vislumbre do quanto somos impulsionados para testemunharmos no mundo os valores que nosso Mestre Jesus Cristo nos deixou e que nosso Pai Seráfico São Francisco assumiu viver e transmitiu aos seus primeiros seguidores até os dias atuais, de forma simples, humilde e alegre de ser discípulo.

Sabemos que após sua conversão, nosso Pai São Francisco de Assis, impelido pelo Espírito Santo no desejo de seguir a Jesus Cristo, vivendo o Evangelho na sua simplicidade, desejando em tudo cumprir a Vontade do Senhor que o chamou e escolheu para ter A Nova Vida, ele teve dúvida sobre de que forma deveria caminhar com Cristo, se deveria se dedicar à oração, recluso, para assim buscar nesta forma poderosa de intercessão alcançar a purificação das almas, ou se deveria assumir o apostolado da pregação, da evangelização, compartilhando com os filhos de DEUS as maravilhas da Palavra, para levar a muitos à conversão e assim, à salvação. E nesta dúvida que o atormentava, ele, na sua sublime humildade, pediu que Frei Silvestre e Santa Clara intercedessem sobre esta causa, para que não fosse uma escolha pessoal dele, mas uma decisão que viria do alto. E assim, ambos em oração tiveram a revelação divina de que a missão de São Francisco deveria ser o apostolado da pregação, o Arauto de Cristo deveria ir pregar pelo mundo. Assim, ao receber esta resposta divina, São Francisco começa sua pregação num bosque para os pássaros, levando a Palavra de DEUS para estas criaturas que louvam o Senhor com seus cantos. Depois saiu pregando para as vizinhanças, e assim por diante, não mais cessou de levar os ensinamentos da Palavra de DEUS a todas as criaturas que encontrassem em seus caminhos. (LEGENDA MAIOR 12)

Assim começa a forma de viver o Evangelho, segundo São Francisco de Assis, no apostolado de evangelização, de partilha da Palavra, e vale à pena ressaltar aqui, que há 800 anos a Bíblia não era um Livro para todos, e alguns poucos sabiam ler em Latim, mas São Francisco de Assis não se deixou estagnar para compartilhar o seu entendimento de Jesus Cristo para os fiéis. A Evangelização devia acontecer, o testemunho com a própria vida de humildade, alegria e pobreza também deveria ser uma forma de apostolado, e por isso muitos foram cativados, e são até hoje conquistados por esta forma de apostolado genuinamente franciscana de transmitir DEUS a todos num simples colóquio fraterno, não somente nos púlpitos. Ir ao encontro dos que estão distantes das Igrejas, Catedrais, Assembleias, e que também merecem se alimentar com A Palavra de DEUS, conhecer a Vida do Messias que ama e escolhe os mais pequeninos para segui-lo, dando importância às pessoas sem discriminação e a toda criação ao redor, pois tudo é obra perfeita de DEUS e merece toda atenção e cuidado.

Com isso, percebemos que o Franciscanismo tem um Apostolado vasto, anunciar o Evangelho, testemunhar com a vida o amor A Cristo, nosso Mestre e seus ensinamentos de diversas formas e maneiras e para todos, com simplicidade e alegria, foi a forma perfeita que nosso Seráfico Pai assumiu e ensinou aos seus seguidores e seguidoras a viverem nestes mais de 800 anos de História. São Maximiliano Maria Kolbe representa para nós esta forma de apostolado com todas as ferramentas que a sociedade do Século XX dispunha para tal. Levando a Mensagem Cristã e Franciscana por meio de revistas, visitando outros países, querendo conquistar o Mundo para Cristo pela Imaculada, no desejo incansável de salvar almas, se torna para nós a certeza de que o Apostolado Franciscano perdura nos corações dos que abraçam a Causa do Reino de DEUS. Hoje somos os responsáveis para darmos continuidade neste apostolado, por meio das redes sociais, das diversas formas de transmissões online de pregações, cantos, e eventos que entram nas casas por rádios, TV’s e Internet em celulares e notebooks. O nosso apostolado continua vivo, forte e mais intenso diante da realidade da pandemia do COVID-19, nós tivemos que reinventar a forma de evangelizar e de chegar aos irmãos e irmãs, em suas casas, já que não podíamos estar reunidos na Igreja para celebrações e reuniões. O ser Franciscano e viver o seu apostolado é isso, evangelizar incansavelmente com a vida, e se quando necessário, usar A Palavra, os ensinamentos do nosso Mestre maior, Jesus Cristo e os exemplos perfeitos do nosso Pai Seráfico São Francisco de Assis. Que tenhamos sempre a alegria de anunciar, pregar e testemunhar que somos felizes vivendo este apostolado de levar Paz e Bem ao mundo inteiro e a toda criatura.

Fraternalmente,

Frei Regildo Piedade, OFMConv.

 

Fonte: Província São Maximiliano Kolbe

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui