Um novo Cardeal Capuchinho

542

No final da oração do angelus do dia 1º de setembro o Papa Francisco anunciou a realização de um consistório para o dia 05 de outubro. No consistório serão criados 13 novos cardeais, entre eles está o frade capuchinho Dom Fridolin Ambongo Besungu que atualmente é Arcebispo de Kinshasa na República Democrática do Congo.

“Expressar a vocação missionária da Igreja que continua a anunciar o amor misericordioso de Deus a todos os homens da terra”. (Papa Francisco)

Saiba mais sobre Dom Fridolin:

Frei Fridolin Ambongo Besungu nasceu em 24 de janeiro de 1960 em Boto, Diocese de Molegbe. Logo após ter frequentado os cursos de Filosofia no Seminário de Bwamanda e de Teologia no Instituto Saint Eugène de Mazenod, emitiu a primeira profissão na Ordem dos Frades Menores Capuchinhos em 1981 e a perpétua em 1987. Foi ordenado presbítero em 14 de agosto de 1988. Obteve o doutorado em Teologia Moral na Pontifícia Academia Alfonsiana.

Logo após a ordenação presbiteral, exerceu a função de pároco em Bobito (1988-1989), foi Professor na Universidade Católica de Kinshasa; Superior Maior, Vice-Provincial dos Franciscanos Capuchinhos da Vice-Província da República Democrática do Congo, Presidente Nacional da Assembleia dos Superiores Maiores (ASUMA) e Presidente da Conferência dos Frades Menores Capuchinhos na África (CONCAO).

Foi eleito Bispo de Bokungu-Ikela, recebeu a ordenação episcopal em 6 de março de 2005. Foi, ademais, Administrador Apostólico de Kole, Presidente da Comissão episcopal “Justiça e Paz”, e Administrador Apostólico de Mbandaka-Bikoro, antes de ser nomeado Arcebispo da mesma Arquidiocese em 12 de novembro de 2016.

Por Frei Douglas Leandro de Oliveira (Cúria MG)

Fonte: Franciscanos Capuchinhos de Minas Gerais

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui