X Congresso Latino-americano: participação dos brasileiros e documento conclusivo

428

Na Ciudad de Guatemala, na Casa de Retiros Monte São Francisco, dos Frades Menores, entre os dias 28 de janeiro e 01 de fevereiro, celebrou-se o X Congresso Latino-americano OFS-JUFRA. Da Presidência do Conselho Internacional da OFS (CIOFS) participaram o irmão Tibor Kauser, Ministro Geral da OFS, as irmãs Silvia Diana e Ana María Raffo Laos, Conselheiras da Presidência, Frei Amando Trujillo Cano,TOR, Assistente Geral OFS-JUFRA e Frei Pedro Zitha,OFM, Assistente Geral da OFS. Também estiveram presentes os irmãos Emanuelson Matias, Conselheiro Internacional da JUFRA América do Sul, e Francisco Loaiza, Conselheiro Substituto da JUFRA América Central, México e Caribe.

Participaram do evento irmãos e irmãs da OFS e JUFRA representantes da Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Nicarágua, El Salvador, Costa Rica, Guatemala, Honduras, México, Cuba, Uruguai e Paraguai. O Brasil esteve representado pela Ministra Nacional da OFS, Maria José Coelho, o Secretário Fraterno Nacional da JUFRA do Brasil, Washington Lima, o Assistente Espiritual Nacional OFS/JUFRA, Frei Wellington Buarque,OFM, e por Emanuelson Matias de Lima, Conselheiro Internacional da JUFRA América do Sul.

O tema principal do Congresso foi: “Tornem-se testemunhas e instrumentos da sua missão!”, do artigo 06 da Regra da OFS. Os outros dois temas principais foram “A Regra da OFS, 40 anos de vida” e “Desafios dos jovens latino-americanos”. As orações e celebrações foram momentos importantes para celebrar a vida em fraternidade e também a cultura guatemalteca.

Nos painéis JPIC e Família, irmãos/ãs de diferentes realidades compartilharam suas experiências de vida a partir do concreto da missão de viver o Evangelho no cotidiano. Três oficinas serviram de animação para as Fraternidades Nacionais e seus compromissos em três dimensões: Conclusões do Capítulo Geral 2017 (OFS), O papel do Assistente Espiritual e Pastoral da OFS-JUFRA: Novos desafios e esperanças (Assistentes) e o Sínodo da Juventude e sua aplicação hoje (JUFRA).

A manhã da quarta-feira, 30 de janeiro, foi dedicada a uma peregrinação pela antiga Guatemala nas pegadas do Santo Irmão Pedro, um franciscano secular que dedicou sua vida ao serviço dos mais pobres e da evangelização da Guatemala. Neste dia, em reunião da JUFRA da América Latina, foi encaminhada a criação de uma Jornada Latino-Americana pelos Direitos Humanos, que será incentivada a compartilhar em todas as Fraternidades de Jufra, realizando-se a cada três anos em nível latino-americano, e anualmente em nível nacional. Esta primeira Jornada será realizada em dezembro de 2019, preparada pelos jufristas que participaram deste Congresso, e sendo o tema central “Juventude e Protagonismo”, buscando levantar as vozes da juventude frente as realidades dos tempos, mostrando uma JUFRA presente e convencida do trabalho pela justiça e pela paz, arriscando-se a ser verdadeira juventude presente e comprometida que a terra latino-americana e seu povo necessitam.

Assim dizem as Conclusões: “Como franciscanos e franciscanas nesta terra, nesta América Latina cheia de riquezas, sejamos “missionários e instrumentos de sua missão”, da missão esperançadora de Deus entre os povos, assumindo-nos e arriscando-nos a ser protagonistas. Sigamos construindo laços e uma fraternidade latino-americana neste tempo, e caminhemos juntos para o nosso XI CONGRESSO LATINO-AMERICANO OFS-JUFRA, no Paraguai … Paz e bem!

Emanuelson Matias de Lima (Elson),JUFRA/OFS
Conselheiro Internacional da JUFRA América do Sul / CIOFS
Assessor Nacional da JUFRA do Brasil para Registro e Arquivo

Confira abaixo a íntegra do documento de conclusão do Congresso, também disponível em anexo no formato pdf.

X CONGRESSO LATINO-AMERICANO OFS – JUFRA

“Tornem-se testemunhas e instrumentos de sua missão”

DOCUMENTO CONCLUSIVO

Os franciscanos seculares (OFS) e a Juventude Franciscana (JUFRA) da América Latina nos reunimos na Cidade da Guatemala de 28 de janeiro a 1º de fevereiro de 2019. Em espírito fraterno e de oração, refletimos sobre a importância de enfrentar com coragem nossas diversas realidades e projetarmos compromissos concretos, realizáveis, efetivos e mensuráveis ​​no tempo, que levem ao reavivamento de nossas fraternidades, tomando como base o desafio de fazer-nos testemunhas e instrumentos da missão que Deus deu a cada um de nós e como fraternidade.

O contexto sócio-político, ambiental, econômico, cultural e moral de nossa amada terra latino-americana nos exige não só uma presença ativa, mas uma presença transformadora que vai desde o nevrálgico do próprio ser franciscano secular até o cumprimento de nossa razão de ser no mundo.

Nestes dias vivemos a experiência de fraternidade, harmonia, paz, oração e alegria. Valores que fizeram deste Congresso um verdadeiro presente de Deus.

Participamos irmãos e irmãs de: Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Nicarágua, El Salvador, Costa Rica, Guatemala, Honduras, México, Cuba, Uruguai, Paraguai. E contamos com a presença do Ministro Geral da OFS, Tibor Kauser, Assistentes Gerais, Frei. Amando Trujillo Cano,TOR, e Frei Pedro Zitha,OFM, Conselheiras das áreas América Latina e Espanha, Ana Maria Raffo Laos, e a América Latina Cone Sul e língua Portuguesa Silvia Noemi Diana, Conselheiro Internacional da JUFRA da América do Sul, Emanuelson Matias de Lima e Conselheiro Internacional substituto da JUFRA da América Central e do Caribe, Francisco Loaiza Mena.

O resultado do trabalho de reflexão, escuta e discernimento nos leva a propormos os seguintes compromissos:

TESTEMUNHO E INSTRUMENTOS DE MISSÃO

Celebrando os 40 anos da Regra, deixamos de ser espectadores e nos tornamos protagonistas de mudanças em nossa realidade Latino-americana, comprometendo-nos do Evangelho à Vida e da Vida ao Evangelho (Regra OFS art. 4).

Reforçar a formação que tenda a transformação de nossas fraternidades para o testemunho e a missão.
Incentivar desde a formação permanente a harmonia entre a vida espiritual, familiar, fraterna e social.

JUSTIÇA, PAZ E INTEGRIDADE DA CRIAÇÃO

Vivendo as bem-aventuranças e sendo conscientes da realidade sociopolítica, ambiental, econômica e cultural, assumimos os seguintes desafios:

Que cada Conselho nos diferentes níveis (nacional, regional e local) eleja um conselheiro JPIC.
Realizar oficinas de JPIC nas fraternidades levando em conta as diferentes realidades que levem para uma ação comprometida e concreta.
Trabalhar em comunhão recíproca e vital com toda a Família Franciscana, com a Igreja e os Movimentos Populares nas dimensões da JPIC.

DESAFIOS SOCIAIS, RELIGIOSOS E ECLESIAIS DOS JOVENS LATINO-AMERICANOS

Em um mundo de constantes mudanças, onde o jovem busca ser protagonista e transmissor de esperança, sendo “O agora de Deus e não apenas o amanhã” (Papa Francisco), o hoje do nosso tempo, buscamos comprometer-nos, realizando as seguintes ações:

Escutar e acompanhar, a partir de uma linguagem de proximidade e apoio, gerando oportunidades de participação e oportunidades para o jovem; fortalecendo a relação adulto-jovem, OFS-JUFRA, promovendo os espaços de trabalho em conjunto, gerando propostas coletivas e a possibilidade de fomentar a dupla pertença.
Promover a formação e a auto formação continuada sobre o desenvolvimento do jovem, resgatando a memória histórica de seu caminho e temáticas atuais que o interpelam (gênero, família, namoro, etc.), vendo a Infância Franciscana como um espaço privilegiado para começar a acompanhar.
Estimular o bom uso das redes sociais e dos meios de comunicação fomentando os aspectos positivos e as possibilidades oferecidas por eles, como por exemplo o acesso à informação, intercâmbio de experiências e o contato com outras realidades distantes das nossas.
Acompanhar e orientar os jovens em suas buscas e em seu caminho vocacional, incentivando-os à participação de espaços comunitários, sociais, culturais, educativos, trabalhistas e políticos.

FAMÍLIA

Diante dos desafios e as transformações que vive nossa América Latina em torno da realidade da família, influenciadas pelas mudanças de nosso tempo, os meios de comunicação, as individualidades que corrompem a unidade das mesmas, as novas estruturas familiares e novas ideias que são realidades entre nós, nos vemos no desafio e na necessidade de atuar e nos comprometer-nos, nas seguintes ações:

Gerar espaços de contenção e acompanhamento diante das diferentes realidades que afetam a família, como a violência, a desintegração familiar, o desemprego, os vícios, os meios de comunicação que geram o individualismo, motivando a participação para uma concreta defesa da família.
Fomentar espaços de formação e divulgar os materiais já existentes, comprometendo-nos a vivê-los e partilhá-los em nossas realidades.
Motivar a criação de comissões de família em nossas realidades que se comprometam com o acompanhamento e a um desenvolvimento comprometido sobre o tema.
Criar e incentivar diferentes espaços para compartilhar com as famílias dos irmãos e irmãs da OFS e da JUFRA, onde, através de diferentes momentos e experiências se reforcem os laços de nossas famílias com o caminho que vivemos como franciscanos seculares.

ASSISTENTES ESPIRITUAIS

Reunidos os assistentes espirituais, refletindo em torno do tema: “o papel do Assistente espiritual e pastoral OFS-JUFRA: novos desafios e esperanças”, propuseram e comprometeram-se nas seguintes ações:

Promover a assistência colegial em cada país.
Que os Assistentes Nacionais possam participar do curso de formação organizado pelos Assistentes Gerais, que acontecerá de 10 a 15 de novembro de 2019 em Roma (Itália).
Que os Assistentes Nacionais (OFM, OFM Conventuais, OFM Capuchinhos, TOR) de América Central, Panamá e Haiti, promovam um encontro de formação e intercâmbio de experiências para unificar critérios.
Assistentes Nacionais se comprometerão a estudar os documentos oficiais da OFS e da JUFRA.

JUFRA AMÉRICA LATINA

Compartilhando nossas realidades, dificuldades, experiências e o caminho de nossas Fraternidades Nacionais, refletindo e sendo conscientes da nossa necessidade de ser protagonistas em nossos povos através da busca de uma identidade latino-americana e um protagonismo como Juventude Franciscana em nosso continente, como JUFRA Latino-americana realizaremos:

Uma Jornada Latino-Americano pelos Direitos Humanos, que será incentivada a ser compartilhada em todas as fraternidades de nossos países, realizando-se a cada três anos em nível latino-americano e anualmente em nível nacional. Esta primeira Jornada será realizada em dezembro deste ano de 2019, preparada pelos jufristas que participaram deste Congresso, e sendo o tema central “Juventude e Protagonismo” buscando elevar nossas vozes diante das realidades do nosso tempo, mostrando uma Jufra presente e convencida do trabalho pela justiça e pela paz, arriscando-nos a ser essa verdadeira juventude presente e comprometida que nossa terra e nossos povos necessitam.

Nossas realidades nos interpelam, nos convidam a ser partícipes dessa construção de um continente latino-americano que vele pela vivência do Evangelho e, portanto, de uma verdadeira justiça social, que não deixe o povo abandonado nem a ninguém excluído.

Como franciscanos e franciscanas nesta terra, nesta América Latina cheia de riquezas, sejamos “missionários e instrumentos da sua missão,” da missão esperançadora de Deus entre os povos, assumindo-nos e arriscando-nos a ser protagonistas.

Sigamos construindo laços e uma fraternidade latino-americana neste tempo, e caminhemos juntos para nosso XI CONGRESSO LATINO-AMERICANO OFS- JUFRA, no Paraguai… Paz e Bem!

Fonte: OFS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui