Caminho Franciscano no Vale do Mucuri atrai muitos turistas

115

Percurso é cheio de fé e conhecimento

A Rota Caminho Franciscano é um trajeto que surgiu recentemente no Vale do Mucuri, em Minas Gerais, e tem atraído pessoas de vários estados para uma experiência cheia de fé e aventura. O percurso visa fomentar o turismo religioso rural e de base comunitária na região.

O caminho é o resgate de uma história que iniciou com o Frei Ângelo e Frei Serafim há 150 anos. Segundo o Pároco da Paróquia São Francisco de Assis em Teófilo Otoni (MG), padre Honório Siqueira, esse resgate é para preservar a nossa história. Além de trazer oportunidades econômicas para a comunidade”.

O ponto de partida fica na paróquia de São Francisco de Assis, onde os peregrinos são recebidos com muita alegria e hospitalidade para que o início da jornada de fé e devoção seja abençoado. Um café da manhã reforçado, preparado por Juliana Saraiva, é servido para fornecer energia aos peregrinos. Esse momento também é uma oportunidade para apresentar os alimentos e produtos locais, feitos por famílias de agricultores.

O percurso acontece na área rural, e pode ser feito em dois dias de caminhada. É a oportunidade do romeiro sentir a hospitalidade tipicamente mineira das famílias que vivem nos pequenos povoados da região. Além de conhecer os produtos feitos por empreendedores locais e quem sabe adquirir algum item para levar de recordação.

A primeira parada é nas Marias Artesãs, um grupo de mulheres simples que acolhe com simpatia os peregrinos em um salão comunitário. Lá, compartilham experiências de vida e história do povoado, além de divulgar o trabalho manual de cestaria. Para a artesã Nadir Pereira, “receber cada romeiro aqui e apresentar o nosso trabalho é uma alegria sem fim”.

A simplicidade é o ponto forte de todo o caminho. No trajeto, os romeiros contam com comida caseira e típica da região. Após a pausa do almoço, a viagem segue em uma paisagem exuberante até chegar à Igreja Santo Antônio. Em todos os pontos, é possível se conectar com o Pai Eterno e agradecer as bênçãos recebidas.

A Rota Caminhos Franciscanos gera esperança de dias melhores aos moradores da região, e a certeza de que o local onde moram também oferece uma fonte de renda. Em cada parada, são muitas histórias que inspiram os peregrinos. Para o membro da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, Frei Flávio Mendonça, “durante a peregrinação são muitos testemunhos belos. É um contato puramente com Deus, pois Ele que fez a natureza”.

O percurso finaliza no Santuário de Nossa Senhora dos Anjos, onde vivem os Frades Capuchinhos que dão continuidade à história daqueles que chegaram em Itambacuri em 1873. Quem deseja conhecer a rota e todo o povo que contribui para o desenvolvimento do Vale do Mucuri, basta acessar o site caminhosfranciscanos.com.br. A página eletrônica tem todas as orientações necessárias para quem vai a pé, de bicicleta ou em outros meios de transporte.

Fonte: PaiEterno.com.br

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui