Catequistas Franciscanas celebram 25 anos do Centro de Defesa da Vida (CDVIDA)

148

 

No último dia 3 de setembro, celebramos os 25 anos do Centro de Defesa da Vida Irmã Hedwiges Rossi- CDVida, na missa das 9h na Catedral Santo Antônio em Duque de Caxias. Oferecemos a Deus a história gestada em meio a muitos desafios, vencidos um a um, com a persistência de muitas pessoas, que acreditam que vale a pena trabalhar por uma sociedade igualitária, de justiça e paz. Após a missa, uma confraternização reuniu diretoria, apoiadoras/es e mulheres assistidas pela entidade.

O CDVida é uma obra social da ASPAS – Ação Social Paulo VI, da Diocese de Duque de Caxias. Foi criado em 1998 pelas Irmãs Catequistas Franciscanas, Eunice Berri e Maria Lunardi, ambas assistentes sociais, que trabalhando com as mulheres nas comunidades e nos movimentos sociais, perceberam a realidade de violência, que muitas delas enfrentavam. Ao longo desses 25 anos, várias Irmãs Catequistas tem atuado no CDVida na equipe técnica, na diretoria ou como apoiadora.

Foi o primeiro equipamento especializado no atendimentos a mulheres em situação de violência no Rio de Janeiro. Quando uma mulher chega ao CDVida, recebe acolhimento, isto é, alguém que a escuta, sem julgá-la. Depois do acolhimento, o atendimento interdisciplinar, que possibilita condições para o rompimento do ciclo da violência.

O CDVida teve participação significativa na criação do Fórum Municipal da Mulher e no Conselho Municipal da Mulher e ainda no Fórum de Economia Solidária. Faz parte da Rede de Atendimento à Mulher em Situação de Violência do Município. Isso porque o CDVida sempre teve muito claro, que para enfrentar uma questão tão complexa e grave como a violência contra a mulher, se faz necessário a criação de políticas públicas, que promovam e assegurem os direitos das mulheres.

Outro aspecto muito valorizado pelo CDVida é uma educação, que gere mudança de consciência nas pessoas, para que não normalizem nenhuma forma de violência. Ao longo desses 25 anos, muitas comunidades eclesiais, escolas, empresas foram atendidas com palestras, rodas de conversa, seminários e cursos sobre a questão da violência doméstica e familiar contra a mulher.

É com muita alegria e gratidão que celebramos esses 25 anos. Muitos rostos, muitos nomes, de profissionais, de apoiadores, voluntários/as vem a nossa mente e ao nosso coração. Muitos rostos de mulheres que recuperaram a auto estima, a dignidade.

Em junho de 2023, a Miserior encerrou a parceria com o CDVida. Motivo de preocupação porque essa entidade possibilitou remunerar o trabalho da equipe técnica durante todos esses anos. Outras parcerias estão chegando e o CDVida continua sua missão com coragem e a esperança, a alegria e a fé das Marias que possuem “a estranha mania de ter fé na vida”.

Autora: Irmã Ana Cláudia de Carvalho Rocha.

Disponível em: CICAF.org.br

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui