Clarissas Franciscanas Missionárias do Santíssimo Sacramento: 125 anos de serviço à Igreja

333

As irmãs Clarissas Franciscanas Missionárias do Santíssimo Sacramento celebram 125 anos de serviço à Igreja com programação especial: as religiosas estão vivendo, até o dia 26 de maio, em Bologna (Itália), o XVII Capítulo Geral da Congregação, a partir do tema “Animadas pelo Espírito, reorganizemos a nossa vida como Clarissas Franciscanas Missionárias do Santíssimo Sacramento no estilo sinodal”.  As religiosas, assim, vivenciam o ano jubilar acolhendo a convocação do Papa Francisco, para que todos ajudem a Igreja a ser cada vez mais sinodal – Igreja em que todos caminham unidos, cada um protagonista na missão de anunciar o Evangelho.

Em comunhão com as religiosas, a Santa Sé concede indulgência plenária a todas as irmãs da Congregação e a todos os fiéis verdadeiramente arrependidos de seus pecados. Por meio das indulgências, os fiéis podem obter para si e para as almas do purgatório a remissão dos castigos temporais – que são consequências do pecado. De acordo com o decreto da Cúria Apostólica, por ocasião dos 125 anos de fundação do Instituto, os fiéis que peregrinarem às comunidades sob os cuidados das irmãs Clarissas Franciscanas Missionárias do Santíssimo Sacramento, de 1º de maio de 2023 a 1º de maio de 2024, poderão receber a indulgência plenária. Para que a graça seja alcançada, o fiel deve:

  • Rezar o Pai-Nosso
  • Rezar a oração do Credo
  • Orar pelas intenções do Papa Francisco
  • Buscar o Sacramento da Confissão
  • Participar da Comunhão Eucarística

Neste ano Jubilar, os enfermos e as pessoas com dificuldade de locomoção também podem obter a indulgência plenária oferecendo a Deus, em suas orações, o seu sofrimento.

Clarissas Franciscanas Missionárias do Santíssimo Sacramento

A Congregação Clarissas Franciscanas Missionárias do Santíssimo Sacramento  foi fundada em 1898, na cidade de Bertinoro, Itália, por Madre Serafina de Jesus. Atualmente dedica-se à evangelização em oito países, reunindo uma comunidade de 800 religiosas. Desde 1971 foi organizada em províncias – hoje são 8 – e duas missões internacionais, com integrantes de diferentes províncias.

Madre Serafina de Jesus, nascida Francisca Farolfi, era de Tossinhano, uma pequena cidade na Itália. Muito jovem, passou a integrar uma congregação franciscana de semiclausura, que mantinha um colégio para jovens. Diretora da escola desde seu ingresso, Madre Serafina confirmou na vida religiosa o seu ideal de dedicar-se à educação de jovens pobres nas missões. Madre Serafina decidiu seguir a vocação a que se sentia chamada: com um grupo de oito irmãs, iniciou outra congregação em Bertinoro, investindo na contemplação e na ação missionária – o centro e o alimento é a Eucaristia. Um carisma Eucarístico-Missionário. O lema “Porto i Misteri”, “Carrego os Mistérios”, indica o programa de ação, expresso por Madre Serafina, pouco antes de morrer: “Ide, filhas, e levai a todos o amor de Jesus Eucaristia”.

Em pouco tempo, várias comunidades foram criadas nos lugares mais pobres da Itália, onde havia necessidade de escolas para mulheres jovens. Depois foram abertos orfanatos e, com a Primeira Guerra Mundial, a congregação passou a trabalhar em hospitais. Madre Serafina morreu em 1917, e foi declarada Venerável em 2010.

Apesar de se dedicar a muitas frentes de evangelização, as Clarissas Franciscanas Missionárias do Santíssimo Sacramento evangelizam, principalmente, a partir da educação. A partir da  Rede Clarissas Franciscanas, vivem a missão de evangelizar promovendo o ensino formal e informal, para que todos tenham vida digna. O modelo e a inspiração para bem exercer essa tarefa é Jesus-Eucaristia, segundo a espiritualidade franciscana. Com o seu trabalho, a Congregação busca ajudar o mundo a ser mais justo, fraterno e inclusivo, com práticas ecologicamente sustentáveis.

Missionárias na Arquidiocese de Belo Horizonte

Na Arquidiocese de Belo Horizonte, as irmãs Clarissas Franciscanas Missionárias do Santíssimo Sacramento estão em três comunidades: o Convento São Francisco (Av. Presidente Carlos Luz, 747 – Caiçaras – Belo Horizonte, telefone 31 3462-5918), a Comunidade Sagrada Família – Casa Provincial (Rua Apa,185, Caiçaras, Belo Horizonte, telefone 31 3504-2355) e a Comunidade Madre Margarida – Noviciado (Rua Conceição Aparecida, 843, Itatiaia, Belo Horizonte, telefone 3476-1237).

Fonte: arquidiocesebh.org.br

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui