Em Santos frade cria mini padaria para ajudar o convento

65

“Ainda têm o pão do Frei Eduardo?”… é assim que os paroquianos ligam para a secretaria, ou se comunicam através do WhatsApp da Basílica do Embaré para encomendar, reservar e comprar o “08” aqui em Santos.

A iniciativa e a motivação para a confecção dos pães partiu do Frei Eduardo com o objetivo de colaborar financeiramente com a fraternidade, devido a pandemia da Covid-19, uma vez que ele é o responsável por suprir as necessidades diárias da fraternidade: compras, padaria, pagamentos, levar os frades “para lá e para cá”, etc…

Todos nós, de alguma maneira, fomos afetados por esta pandemia e, o Frei Eduardo, sempre atento, apoiado pelos frades desta fraternidade, teve esta bela e providencial ideia que, diga-se de passagem, deu tão certo que se transformou numa tradição aqui em Santos.

Segundo informou o Frei Eduardo, sua “padaria” começou a funcionar em meados de março de 2020, logo no início da pandemia. Além dos pães, ele também faz fatias húngaras, pães recheados e outros quitutes que rapidamente são vendidos e, muitas vezes, falta para quem quer… graças a Deus!

Só temos, então, que agradecer esta bonita iniciativa do Frei Eduardo, que está sempre atento às necessidades de nossa fraternidade: sempre disponível para o serviço fraterno; dedicado com as coisas da casa e da igreja. Frei Eduardo, obrigado! Deus te abençoe, hoje e sempre; alimente a tua fé e fortaleça a tua vocação, para que continue assim… Paz e Bem!

Por Paulo Henrique da Silva, Assessoria de Comunicação dos Frades Capuchinhos em SP

Fonte: Conferência dos Capuchinhos do Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui