Encontro Vocacional ‘on-line’ dá um panorama das vocações no ano

392

O Serviço de Animação Vocacional (SAV) da Província Franciscana da Imaculada Conceição teve neste domingo, 12 de julho, um panorama das vocações para este ano. Através de um encontro vocacional on-line, os animadores vocacionais, Frei Diego Melo, Frei Alisson Zanetti e Frei Odilon Voss, reuniram cerca de 50 participantes entre jovens vocacionados e frades. Durante uma hora, esses jovens tiveram um momento de reflexão e puderam tirar dúvidas sobre o processo vocacional para ser um religioso franciscano.

A equipe do SAV dirigiu o encontro a partir do Convento São Francisco, em São Paulo. Na “live vocacional”, também estavam presentes os animadores vocacionais locais, aqueles que acompanham o candidato mais de perto nas Paróquias e Conventos da Província.

Com a agenda do SAV cancelada, Frei Diego está trabalhando na Tenda Franciscana no Rio de Janeiro, a ação solidária franciscana em prol da população em situação de rua. Frei Alisson e Frei Odilon estão na Tenda Franciscana de São Paulo. “Estou muito feliz de estar com vocês. Infelizmente, não podemos estar juntos por causa esse momento que vivemos, mas felizmente podemos continuar unidos através deste meio”, saudou Frei Diego.

Frei Diego explicou que o Serviço de Animação Vocacional tem uma programação ao longo do ano e fazem parte dela os encontros vocacionais regionais sempre em junho. “Esses encontros têm por objetivo criar um espírito de grupo nos vocacionados, apresentar para eles um pouco da rotina das casas de formação e fidelizá-los, trazê-los para mais próximos de nós, frades. Como neste ano esses encontros não puderam acontecer em virtude da pandemia, e nem mesmo outros tipos de encontros, como visitas às famílias ou visitas às fraternidades, uma das modalidades que encontramos foi a realização deste encontro vocacional on-line”, explicou o frade.

A inusitada iniciativa, contudo, surpreendeu os animadores. “Nós tivemos ali uma presença aproximadamente de 50 participantes, entre frades e animadores vocacionais e os próprios jovens vocacionados. Foi muito positivo no sentido de que eles puderam interagir, tirar algumas dúvidas, e agora conseguimos ter, a partir desse primeiro encontro on-line, um panorama das vocações neste ano”, avaliou Frei Diego. Segundo ele, a partir deste encontro, foi criado um grupo no WhatsApp onde se poderá estreitar os laços “com esses jovens que até então, ao menos da nossa equipe provincial, eram desconhecidos”. “Então, são tentativas de a gente driblar, afastar este isolamento, e criar um pouco mais de vínculo e proximidade com nossos vocacionados”, completou Frei Diego.

Ser Teimoso e Manter a Chama acesa

A reflexão que norteou este encontro foi tirada do relato vocacional mais marcante do Antigo Testamento: a vocação de Samuel (1 Samuel 3,3-10.19). Samuel não consegue ter o discernimento do chamado. Ele sabe que está sendo invocado, mas não tem clareza do que poderia ser aquilo. Eli o ajuda como deve fazer quando novamente ouvir voz de Deus. Samuel é chamado quatro vezes e apenas na última é que ele entende.

Segundo o animador vocacional do Convento São Francisco, Frei Leandro Costa, estamos diante de uma leitura puramente vocacional. “Samuel, o homem que é chamado para falar em nome de Deus. Entre tantas coisas que se poderia refletir a partir desta passagem bíblica, destaco a insistência deste jovem Samuel, que queria ter clareza dessa voz que o chamava. Então, você que é vocacionado, seja teimoso na vida. Insistente, mesmo diante do que parecer confuso. É preciso insistir até dizer: ‘É isso que quero; é isso que procuro de todo o meu coração’!”.

Segundo Frei Alisson, nesse processo vocacional, percebemos que Deus quer algo de nós a partir daquilo que somos. “É aquilo que a Palavra de hoje da parábola do Semeador nos diz: Deus lança a semente em qualquer terreno. Como será o desabrochar, o germinar dessa semente, vai depender do terreno, vai depender de cada um. E outro detalhe curioso é quando Deus falou com Samuel, a lâmpada do Santuário não tinha se apagado. Nesse processo vocacional, não deixar essa chama se apagar também só depende de nós. Por mais que a gente não entenda, como foi com Samuel e com o próprio Francisco. Diante do Crucifixo de São Damião, Francisco não entendeu quando o Cristo falou: ‘Vai e constrói a minha Igreja’. Ele não sabia que Igreja era aquela? Ele começou a recuperar os prédios, mas Deus queria a construção da Igreja humana, espiritual. Isso ele foi entendendo na medida em que ele foi deixando Deus falar com ele e trabalhar a partir dele. Não foi diferente aquilo que Francisco fez daquilo que Samuel viveu”, disse Frei Alisson.

“Acredito que no nosso processo vocacional isso acontece também. Tantas vozes, tantas ideias, tantos pensamentos, tantas possibilidades, que a gente fica se perguntando: qual a escolha? Qual o caminho? No meio de todas essas vozes, como discernir, qual a voz de Deus em minha vida? Estamos num ano bastante conturbado, todos nós vivemos uma grande crise. Qual a proposta de Deus para a humanidade, para a minha vida?”, perguntou Frei Diego. “O bonito na confusão de Samuel, nesse discernimento dele, que pôde contar com a ajuda de Eli, o sacerdote do templo, alguém que estava acostumado a interpretar e entender a voz de Deus. Na nossa vida temos também vários Elis: um frei, um padre, um pai, uma freira, uma catequista, um amigo, que às vezes nos dá aquele toque, aquele direcionamento. Quem sabe o Eli de sua vida tenha sido aquele que te mandou o link desta transmissão vocacional? Hoje, são os caminhos que Deus vai encontrando para que a gente possa discernir também a nossa própria vocação”, completou Frei Diego.

O candidato Arivonil Pedroso disse que chama sua atenção o fato de, às vezes, se tentar resistir à voz de Deus. “Essa voz incomoda e fica ressoando no coração da gente, mas a voz de Deus é suave e meiga”, disse. Já Emerson Valles contou que “ouviu o chamado de Deus desde os 17 anos”. “Mas nunca tive oportunidade de conhecer a vida franciscana”, disse o jovem de Pouso Redondo (SC).

Na parte final do encontro, os animadores responderam às perguntas dos vocacionados. Entre as mais constantes, a dúvida entre ser frade e padre franciscano, as etapas da formação, a falta de contato com a família, a idade limite para ingressar na Ordem, congregações femininas franciscanas etc. A bênção de São Francisco encerrou este primeiro encontro on-line vocacional.


Mais dúvidas podem ser tiradas pelo WhatsApp do SAV: 11 96607-3441.

Fonte: Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui