Franciscanos na Amazônia trabalham por uma ecologia integral

143

A Família Franciscana está presente em diversas regiões do Brasil. Na Amazônia atua na evangelização seguindo os passos de São Francisco e Santa Clara de Assis, e em comunhão com todos os Santos e Santas da Ordem Serafica. Para os Franciscanos a sentido de pertença fraterna nos compromete com todo o cosmo, pois tudo está interligado. Com o magistério do Papa Francisco somos convocados a responder generosamente ao cuidado da Casa Comum, um dos maiores apelos da atualidade. Com isso, os irmãos e irmãs presentes na região amazônica somam forças com toda a Igreja para estudar e viver os ensinamentos do Santo Evangelho presentes na encíclica Laicato Si.

Esta carta aberta resultou na criação da REPAM – Rede Eclesial Pan-Amazônica que tem por objetivo:

Ser uma rede tecida com a participação ativa e corresponsável em defesa da vida na defesa da vida na Amazônia.
A REPAM, como os Rios da Amazônicos, é formada pela convergência dos nove países que formam a Pan-Amazônia, uma região com 7,8 milhões de quilômetros quadrados onde vivem 33 milhões de habitantes, incluindo 1,5 milhão de indígenas de 385 povos.

Como?

Por meio dos Eixos prioritários e de serviços:

Povos indígenas e grupos em vulnerabilidade;

Direitos humanos e incidência internacional;

Formação e métodos pastorais em perspectiva itinerante;

Igreja de fronteiras;

Alternativas ao desenvolvimento, bem viver e mudanças climáticas;

Comunicação para a transformação social;

Investigação e mapeamento;

Redes internacionais que apoiam a REPAM.

Desde modo, estamos convocados a construir e fortalecer uma grande rede em defesa da vida dos povos e bioma amazônico, e a resistir a lógica do lucro que destrói a nossa casa comum, a Amazônia, o planeta Terra.

Entidades fundadoras:

Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM);

Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB);

Secretariado da América Latina e Caribe de Caritas (SELACC);

Confederação Latino-americana e Caribenha de Religiosos e Religiosas (CLAR).

No regional Norte 2 da CNBB, diversos franciscanos e franciscanas, ligados ao SINFRAJUPE da CFFB e JPIC das congregações Franciscanas, se fazem presentes nesta luta.

Dentre estes, estão diretamente ligados à REPAM:

Frei Atílio Battistuz OFM, Dom Fr. Evaristo OFM, Ir. Zélia Batista (Catequista Franciscana) e os leigos e leiga da OFS Dorismeire Vasconcelos (Xingu) Victor Paiva (Castanhal) e Francisco Araújo (Belém).

Estiveram reunidos entre os dias 18 a 20 de janeiro de 2020, na sede da CNBB em Belém, para aprofundar o plano de ação dos eixos da REPAM a luz do Documento Final do Sínodo para a Amazônia.

Fonte: REPAM – Rede eclesial Panamazônica Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui