Freis Capuchinhos: fotos de ontem, aquarelas de hoje

574

Conservar, restaurar, digitalizar, catalogar e… aquarelar. Se as quatro primeiras etapas do projeto Preservação da Coleção de Álbuns de Fotografias do Museu dos Capuchinhos ficaram a cargo da equipe do Muscap e de profissionais contratados para esse trabalho, coube ao artista plástico Antonio Giacomin debruçar-se sobre o resultado dessa iniciativa. “Nasceram” daí as 50 obras que compõem a exposição Preservação e Arte: Memórias Reveladas em Aquarelas, em cartaz até o dia 27 de maio, na sede do museu.

As pinturas de Giacomin reconstituem boa parte da história da Província dos Capuchinhos do Rio Grande do Sul, um trabalho possível graças à riqueza do acervo documental mantido pela instituição religiosa. O cotidiano, as vestimentas e os costumes dos frades, eternizados em fotos entre as décadas de 1930 e 1970, ganharam novas impressões e peculiaridades a partir do olhar do artista:

— Foi uma responsabilidade muito grande trabalhar em cima da fotografia, que já é uma obra de arte em si. Para cada aquarela, busquei imaginar o porquê daquele registro, o que o autor da fotografia quis dizer, e assim busquei colorir da maneira mais autêntica possível esses momentos históricos, com liberdade poética para fazer algo mais do que se vê — comentou Giacomin.

Relevância do acervo

Para a historiadora Susiele Alves Ramos, curadora da mostra e gestora de documentos no Muscap, foi durante a execução do projeto que se verificou a importância desse acervo não apenas para a Província dos Capuchinhos, mas para toda a região e o Estado.

— São registros de costumes, vida cotidiana, processo de urbanização, arquitetura, entre outros temas. Era necessário mostrar à comunidade os resultados do projeto de maneira criativa e chamar atenção do público para as diversas possibilidades de uso de um acervo histórico — completa.

As imagens a seguir, desse “antes e depois”, falam por si…

Agende-se

  • O quê: Exposição Preservação e Arte: Memórias Reveladas em Aquarelas, de Antonio Giacomin
  • Quando: até 27 de maio. De segunda à sexta, das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h. Agendamento para grupos e visitas em horários especiais pelo e-mail educativo@muscap.org.br ou fone (54) 3220.9565.
  • Onde: Museu dos Capuchinhos – MusCap (Rua General Mallet, 33A, bairro Rio Branco – Caxias do Sul).
  • Quanto: entrada gratuita. Todas as aquarelas estão à venda.

O projeto

O projeto Preservação da Coleção de Álbuns de Fotografias do Museu dos Capuchinhos surgiu da necessidade de conservar e proporcionar acesso a 20 exemplares mantidos no acervo documental do Muscap.

Aprovado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Caxias do Sul, com apoio cultural das Empresas Randon e da Tua Rádio São Francisco e Mais Nova, o trabalho foi executado entre março e junho de 2019, abrangendo 20 álbuns fotográficos e um total de 1800 imagens.

Fonte: Portal GZH

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui