Guardião do Convento da Penha recebe título de “Cidadão Espírito-Santense”

156

O Guardião e Reitor do Convento da Penha recebeu na noite deste domingo (30), após a Missa das 19h, no Santuário Divino Espírito Santo, no Centro de Vila Velha, o título de “Cidadão Espírito-Santense”. A indicação e entrega da homenagem foi feita pelo deputado estadual Doutor Hércules Silveira, um devoto de Nossa Senhora que sempre acompanha o trabalho desenvolvido pelos Franciscanos em Vila Velha. O médico e deputado explicou que a condecoração é mais que merecida e que foi oferecida ao frade não só pelo empenho de Frei Djalmo à frente da Paróquia do Rosário, por mais de 6 anos, mas também pelo carinho que o catarinense tem pelo estado que o abraçou.

“Para mim é motivo de satisfação entregar este título ao Frei Djalmo. Ele revolucionou nossa Igreja nesse tempo que ficou aqui na Paróquia; dar este título é fazer justiça por tudo que ele fez por nós e que sempre se dedicou, por isso não poderíamos deixar de fazer essa homenagem. É uma singela homenagem e com a lei é mais capixaba ainda, comendo moqueca e tudo”, disse o deputado.

O deputado estadual ainda falou que a homenagem também é uma gratidão a Deus pela nova missão do novo Guardião do Convento. “Esse título é para mostrar que a Assembleia tem o cuidado de dar valor àqueles que trabalham para o nosso Estado, aqueles que merecem o título. Agora, na nova missão à frente do Convento, não é uma coisa tão leve, ele vai ter muito mais trabalho, mas é muito jovem, tem força e com muita dedicação ele fará no Convento o que fez aqui no Santuário, por isso que mais uma vez eu queria parabenizar o Frei Djalmo por essa homenagem tão justa”, comentou Doutor Hércules.

Frei Djalmo Fuck agradeceu pela homenagem e afirmou que se sente espírito-santense de forma incondicional e que ama a “moqueca capixaba”. Além da culinária, desde sua chegada à Vila Velha, ele sempre se encantou com as maravilhas naturais, a beleza da natureza, o sol e tantas outras criações divinas. “Eu, de alma já era cidadão capixaba, agora oficialmente com essa condecoração me torno um cidadão do Espírito Santo e fico muito feliz com essa homenagem do Doutor Hércules e da Assembleia Legislativa, porque é o reconhecimento de um trabalho que a gente fez e é uma forma da gente retribuir também com o Estado, devolvendo a ele nos deu em termos de acolhida desde quando cheguei ao Espírito Santo em 2016”, disse, completando: “O Estado tem belezas naturais que são únicas, tem uma culinária excepcional [e eu amo a moqueca, o coentro], a religiosidade do povo é extraordinária. Já passei por muitos lugares, já trabalhei em Santa Catarina, em São Paulo, já morei no Rio de Janeiro, mas um povo com tanta fé e com tanta devoção à Nossa Senhora eu só encontrei aqui no Espírito Santo”, enfatizou Frei Djalmo.

O Guardião da Penha ainda disse que se sente privilegiado, enquanto frade, por receber uma homenagem que é também para a fraternidade, já que a vida religiosa franciscana exige viver em fraternidade. “Me sinto um frade privilegiado porque é um título do reconhecimento do trabalho não só do Frei Djalmo mas da fraternidade, a gente em fraternidade e esse título é um reconhecimento da fraternidade franciscana e tudo aquilo que ela faz em prol da Paróquia do Rosário e do Convento da Penha”, finalizou.

Por: Convento da Penha, por Cristian Oliveira

Fonte: Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui