JUFRA do Brasil assina Nota de Repúdio e Indignação: Em defesa da vida e dos territórios dos quilombolas de Cedro, Flexeiras e Santo Antônio, em Arari/MA

519

A 6ª Semana Social Brasileira, juntamente com as pastorais sociais, movimentos e organizações que assinam abaixo, vê com grande preocupação e indignação as bárbaras violências ocorridas nas terras das comunidades quilombolas de Cedro, Flexeiras e Santo Antônio, no município de Arari/MA, que em 2020 foram destaque no ranking nacional de assassinatos e conflitos no território, de acordo com dados da Comissão Pastoral da Terra (CPT). Ao todo, no Estado do Maranhão, o relatório da CPT aponta que em 2021, nove lideranças foram assassinadas nos conflitos de terras. Muitas lideranças estão ameaçadas de morte neste cenário.

Manifestamos a imensa tristeza pelas vidas ceifadas, e profunda solidariedade às famílias das vitimas: José Francisco Pereira, o Quiqui, da comunidade Cedro, que sofreu um atentado no dia 3 de janeiro, e veio a falecer no dia 8 de janeiro de 2022. Quiqui foi baleado no quintal da sua casa, sua neta, também baleada, sobreviveu; Celino Fernandes e Wanderson de Jesus Rodrigues Fernandes, pai e filho, executados em casa enquanto dormiam, no dia 9 de janeiro de 2020; e Antônio Gonçalo Diniz, assassinado em 2 de julho de 2021, na comunidade de Flexeiras; e da comunidade de Santo Antônio, João de Deus Moreira Rodrigues, assassinado em 29 de outubro de 2021. Tragédias que evidenciam a violência praticada por grandes projetos, ganância pela terra e o cerceamento dos campos naturais, que trazem inúmeras situações de vulnerabilidades e laços familiares e comunitários interrompidos brutalmente.

As investigações não apontam suspeitos, mas as comunidades citam “um consórcio” entre diferentes grileiros e grandes proprietários de terra. Não se pode suportar a ocupação do agronegócio que vem avançando mesmo com o decreto estadual de criação da APA (Área de Proteção Ambiental) na região. É urgente a regularização fundiária das comunidades quilombolas.

Conclamamos que o governo do Maranhão e do município de Arari, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Naturais do Maranhão, o Ministério Público e todos os poderes responsáveis atuem urgentemente, com rigor, honestidade e justiça, em favor dos direitos das pessoas que ali vivem.

Reconhecemos a atuação em defesa das vidas e dos territórios. Estamos incondicionalmente solidários às pastorais sociais e organizações do Maranhão que atuam na defesa profética das vidas e na garantia dos territórios quilombolas: Cáritas Brasileira Regional Maranhão, Conselho Pastoral dos Pescadores (CPP), Comissão Pastoral da Terra (CPT), entre outras; advogado Iriomar Teixeira de Lima, assessor jurídico do movimento Fóruns e Redes de Cidadania do Maranhão, que representa as comunidades.

Seguiremos confiantes na força dos mutirões na defesa das vidas e dos territórios.

ASSINAM:

6ª Semana Social Brasileira
Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs)
Akanni Instituto de Pesquisa e Assessoria em Direitos Humanos, Gênero, Raça e Etnias
AMAVIDA – Associação Maranhense para a Conservação da Natureza
AMNB – Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras
Ampliada Nacional das CEBs do Brasil
Antropos Consultoria Socioambiental
APNs Goiás
Apns Rio de Janeiro
Articulação Brasileira pela Economia de Francisco e Clara (ABEFC)
Articulação das Pastorais Sociais da Diocese de Tiangua-CE
Articulação Grito dos Excluídos/as de MT
Articulação Pacari Raizeiras do Cerrado
Articulação Semiárido Brasileiro – ASA
ASMOPP
Associação Afro Cultural mulheres de keto ojû oya
Associação de Educação Arte Cultura e Agroecologia Sítio Ágatha
Associação de favelas de sao jose dos campos sp
Associação Escola Família Agrícola Jaguaribana
Associação Movimento pela vida do Tocantins
Associação Trilja Cidadã
ASSOLIB
Café com Paulo Freire
Caritas Brasileira
Cáritas Brasileira Regional Ceará
Cáritas Brasileira Regional Maranhão
Cáritas Brasileira Regional Piauí
Caritas Brasileira -Regional RS
CÁRITAS DIOCESANA DE CRATO
Cáritas Diocesana de Limoeiro do Norte
Cáritas Diocesana de Pesqueira
Caritas diocesana de Tubarão-sc
Caritas Regional NE 2
Cáritas Regional Norte 2
Casa de caridade Flor de LiZ
CASA LAUDELINA de Campos Mello – Organização da Mulher Negra
CBJP – Comissão Brasileira Justiça e Paz
Cebi Maranhão
CEBS
Cebs Regional Nordeste 4
CEBs Regional Sul 1
CEFEP
Cefesa
Centro de Agricultura Alternativa Vicente Nica
Centro de Defesa dos Direitos Humanos Antônio Conselheiro
Centro de Desenvolvimento Agroecológico Sabiá
Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará- CEDENNZPA
Centro de Integração Sócio Cultural aprendiz do Futuro – CISAF
CLUBE DE MÃES DE PARATBE
CNLB REGIONAL OESTE 2
Coletivo de Mulheres
Coletivo Quilombo Kédi
Coletivo Revolucionário de Libertação (CORDEL)
Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP)
Comissão Brasileira Justiça e Paz Regional Norte 3
Comissao de Justica e Paz da Arquidiocese de Sao Luisdo Maranhão
Comissão de Promoção da Dignidade Humana (CPDH) – Arquidiocese de Vitória – ES
Comissão Justiça e Paz – Diocese de Castanhal
Comissão Pastoral da Terra – Nacional
Comissão Pastoral da Terra Regional Maranhão
Comissão Regional de Justiça e Paz – Mato Grosso do Sul
Comissão Regional de Justiça e Paz
Comissão Regional para Ação Sociotransformadora CNBB NE 2
Comunidade dos Missionários Combonianos em Fortaleza CE
COMUNIDADE SANTA JÚLIA
Consea Ceará
Conselho Estadual de Segurança Alimentar e NUTRICIONAL CONSEAN-SE
Conselho Indigenista Missionário Cimi MT
Conselho Nacional do Laicato do Brasil
Conselho Pastoral dos Pescadores do MA
Conselho Pastoral dos Pescadores-CPP
Cooperativa Mista de Trabalho Assessoria e Consultoria Técnico Educacional
Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas -CONAQ
CPT Crateús
Dandaras
Escola de Formação Política e Cidadania
FAOR Fórum da Amazônia Oriental
FederAfro Associação Federativa das Religiões de Matrizes Africanas, Afro Brasileira e Indígenas
Fraternidade Sacerdotal Jesus Cáritas
Frente em Defesa da Democracia e Soberania Nacional de Assis-SP FDSN.
Fundação Grupo Esquel Brasil
Grito do excluídos/Alto Tietê
Grito dos Excluídos Continental
Grito dos/as Excluidos/as Brasil
Grupo Curumim
Grupo de Estudos, Pesquisa e Extensão sobre Estado e Territórios na Fronteira Amazônica – GEPE-Front
Hellen Jacqueline Pires Belfort Pereira
IDEF – CEARA
IGREJA BETESDA DO CEARÁ
Igreja Católica
Ilê Ase Alagbede Orun
Ile Ase Yia Omi Arin Ma Sun
Ilê Axé Ewá Olodumare
Ilê axé Oya Egunyta
Instituto Afro Brasil do Paraná
Instituto Brasileiro de Analises Sociais e Econômicas_Ibase
Instituto Cigano do Brasil-ICB
Instituto Elo Amigo
Instituto Irmãs da Santa Cruz
Instituto Soma Brasil
Instituto Tereza de Benguela de Direitos Humanos
Irmãs de Notre Dame de Namur – Brasil
Irmãs do Imaculado Coração de Maria
Irmãs Missionárias do Sagrado Coração de Jesus
Jubileu Sul Brasil
Juntas- Codeputadas Estaduais de Pernambuco
Juventude Franciscana do Brasil – JUFRA do Brasil
Kilombo- Organização Negra do RN
Kwê Cejá Gbé
MAMI- Mães de Amor Incondicional
Mandata coletiva Nossa Cara PSOL, Ce
MARIA APARECIDA VICENTE DOS SANTOS
MBMC
Missionários Combonianos
MONAQNNE
Movimento da Mulher Trabalhadora Rural do Nordeste
Movimento das Mulheres Trabalhadoras de Alcântara . MOMTRA
Movimento de Fé e Política do Grande ABC
MOVIMENTO DOS ATINGIDOS POR BARRAGENS
Movimento dos Focolares
Movimento dos Pequenos Agricultores – MPA
Movimento dos Pescadores e Pescadoras Artesanais-MPP
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra
Movimento Negro Unificado – MNU/ AC
Movimento Negro Unificado de Pernambuco
Movimento Pretah Dance
Mulher ART e Ação
NEAB/UFRPE
Núcleo Américo Barreira
NÚCLEO DE ESTUDOS AFROBRASILEIROS-NEAB-UFMA
O Poste Soluções Luminosas
Organização Barreira Amigos Solidários (Obas)
Paróquia N. Sra. das Graças e São Pedro
Pastorais Sociais e REPAM RR
Pastoral Carcerária Nacional
Pastoral Carcerária Nacional para Questão da Mulher Encarcerada
Pastoral Carcerária Regional Oeste 1 MS
Pastoral da Educação
Pastoral da Liturgia Paróquia Senhor do Bonfim Fortaleza-Ce
Pastoral da Mulher Marginalizada
Pastoral da Saúde Nacional
Pastoral de rua e pastoral familiar na APAC (ass. de proteção e assistência aos condenados) em Pouso Alegre
Pastoral do Menor
Pastoral fé e política
Pastoral Operária Nacional
Pastoral Social Sul 4 – Santa Catarina
Patac / PB
Pau e Lata: Projeto Artístico-Pedagógico
Professores de Filosofia do IFRN
PUC Goiás
Rede de Agroecologia do Maranhão-RAMA
Rede de mulheres negras de Pernambuco
Rede de Mulheres Negras do Ceara
Rede Eclesial Pan-Amazônica – REPAM-Brasil
Sempre Mulher Inst de Pesq e Interv sobre Relações Raciais
Serviço Pastoral dos Migrantes
Setor da Mobilidade Humana/CEPAST da CNBB
Setor Mobilidade Humana/CNBB
Sindicato dos trabalhadores rurais agricultores(as ) de Sobral
Twa obanla ilê asé babá ogun onipin
União das comunidades Quilombolas de Anajatuba Maranhão – UNIQUITUBA

Encaminhado para Combate Racismo Ambiental por José Costa

Fonte: Racismo Ambiental

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui