O Coletivo Empatia Clarifranciscana convida para a sua primeira live

34

O Coletivo Empatia Clarifranciscana apresenta sua primeira live: “Somos todes iguais, braços dados ou não”. Ah, já ativa o lembrete e segue a página…rs’.

A data é especial: 17 de maio, Dia Internacional Contra a Homofobia, às 20h, no canal no facebook.

Participantes:

➡️ Reverenda Alexya Salvador, casada, mãe de três filhos, professora da rede estadual de SP há quase 16 anos. Na última semana, assumiu o cargo de Professora Coordenadora Pedagógica na sua unidade escolar. Formada em Letras pelo IMENSO Instituto Mairiporã de Ensino Superior, Pedagogia pela UNINOVE e Teologia pelo Instituto Garner Metropolitan Community Churches, Evangélica, Clériga ordenada das Igrejas da Comunidade Metropolitana, sendo a primeira Reverenda Trans da América Latina.

➡️ Miriani Santos da Silva, psicóloga, acompanhante terapêutica, especialista em Saúde Publica pela UFRGS. Militante de DH pela anistia internacional, militante da Pastoral da Juventude, integrante da clínica feminista da UFRGS. Psicóloga Social no Centro Regional de Abrigamento para Mulheres em Situação de Violência e Risco.

➡️ Marx Rodrigues dos Reis, OFM, graduado em Filosofia pela FAE-Centro Universitário de Curitiba, e em Teologia pelo Instituto Teológico Franciscano de Petrópolis (RJ). Diretor-secretário e responsável pela articulação política e eclesial do Serviço Franciscano de Solidariedade (SEFRAS), Coordenador da Frente de Solidariedade para com os Empobrecidos e Animador da Justiça, Paz e Integridade da Criação (JPIC) da Província da Imaculada Conceição do Brasil.

➡️ Edson Armando Silva, graduado em História pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, mestre em História pela Universidade Federal do Paraná e doutor em História pela Universidade Federal Fluminense. Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual de Ponta Grossa. É editor da Revista de História Regional e membro do conselho editorial das revistas: Revista Terr@Plural, Emancipação (UEPG) e Publicatio UEPG (Ponta Grossa). Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil República, atuando principalmente nos seguintes temas: história cultural, identidades, história da igreja, história regional e religiosidade. É jufrista desde 1975 e professo na Ordem Franciscana Secular desde 1982.

#empatiaclarifranciscana #empatia #lgbtq
Participe conosco! 🏳️‍🌈

Fonte: Coletivo Empatia Franciscana

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui