Cabo Verde. Frades Menores Capuchinhos iniciam Capítulo na Ilha de São Vicente

75

O Capítulo da Custódia reúne Irmãos de profissão perpétua que trabalham em São Tomé e Príncipe, Boston, Itália e os que vivem e trabalham no arquipélago, para avaliar o último governo e definir os rumos da Ordem no próximo triénio, além de eleger o novo Ministro Custódio (Superior) e o seu Conselho, visto que Frei António Fidalgo de Barros, 73 anos, cumpriu já os dois mandatos previstos nas Constituições dos Capuchinhos e não poderá ser reeleito.

O encontro que tem como lema: “Reavivar o carisma franciscano-capuchinho para um mundo mais fraterno”, decorre na residência dos Capuchinhos, a chamada Domus Ordinis (Casa da Ordem) em Pedreira, na Cidade de Mindelo, e é presidido pelo Frei Roberto Racagni, Ministro Provincial de Piemonte, Província de que Cabo Verde depende.

O Capítulo que termina no próximo dia 30 deste mês, para além da eleição do novo Custódio deverá como sempre ditar algumas mudanças no que respeita a missão. Os Frades Capuchinhos estão presentes nas ilhas Brava, Fogo, Santiago, São Nicolau, Santo Antão e São Vicente.

Os filhos de São Francisco iniciaram a sua presença e missão em Cabo Verde em 1947, nas ilhas do Fogo e Brava, provenientes de Turim, na Itália. Os pioneiros, atendendo às necessidades missionárias e apostólicas, se ocuparam dos mais pobres e desfavorecidos e de atividades paroquiais. Na área da pastoral, concretamente na Comunicação Social, gerem projetos como a Rádio Nova de Maria, o Jornal Terra Nova. Na área social, a Associação Espaço Jovem, Jardins Infantis e a Casa Santa Clara.

Fonte: Vatican News

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui