Celebrações marcam os 50 anos da morte do Venerável Frei Salvador

127

Oração do terço e missa serão realizadas na Igreja Matriz nesta terça-feira (31)

Com a récita do terço e uma missa, os fiéis católicos de Flores da Cunha recordam nesta terça-feira (31), os 50 anos do falecimento do venerável frei Salvador Pinzetta. As celebrações ocorrem na Igreja Matriz Nossa Senhora de Lourdes, com a oração do terço às 17h30min e a missa às 18h. Haverá também transmissão pela página do Facebook @paroquiaflores.

A cerimônia desta terça, marca o início das celebrações da Romaria Vocacional do frei Salvador, que, neste ano, ocorre no dia 19 de junho. A novidade desta edição, é que, diferente do que ocorria antes da pandemia, a romaria não deve ser realizada na quinta-feira de Corpus Christi, mas sim no domingo seguinte. Os organizadores afirmam que o objetivo é atrair um número ainda maior de fiéis para as duas celebrações.

Na programação do evento do dia 19, haverá acolhida de peregrinos a partir das 7h no Salão Paroquial e duas missas na igreja do Eremitério frei Salvador, às 8h30min e 9h45min. Além disso, um almoço partilhado será realizado ao meio-dia, também no Salão Paroquial. Por fim, a romaria a pé inicia às 13h30min, com saída no centro da cidade e a missa campal deve ocorrer às 15h, na esplanada do eremitério.

Saiba mais sobre frei Salvador
Hermínio Pinzetta, nasceu em 29 de julho de 1911, no município de Casca. Aos 32 anos ingressou na Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, onde adotou o nome de frei Salvador. Teve uma breve passagem por Garibaldi, antes de retornar para Flores da Cunha, cidade que adotou com carinho e onde passou a maior parte de sua vida religiosa e local onde faleceu em 31 de maio de 1972. Atualmente seus restos mortais estão sepultados na Igreja Matriz.

O frade Salvador levava uma vida humilde e tinha como principais características a fé, caridade, oração e trabalho. Esses fatores o tornaram uma pessoa muito conhecida e um bom conselheiro para muitos fiéis católicos de Flores da Cunha. Reconhecendo as virtudes heroicas do religioso, há mais de uma década, a diocese de Caxias do Sul abriu um processo de beatificação no Vaticano, com o objetivo de torna-lo um santo que possa ser venerado nos altares.

A última atualização do processo ocorreu em outubro de 2020, quando os documentos que tratam de um presumido milagre que teria acontecido por intercessão de frei Salvador, foram entregues à Congregação para a Causa dos Santos. Desde então, as mais de 700 páginas do relatório estão sendo analisadas pelo Vaticano, que ainda não deu um parecer do processo. Se a Congregação reconhecer o presumido milagre, frei Salvador será declarado beato.

Fonte: Grupo Solaris

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui