Clara de Assis e o Ostensório – Final

37

Vamos olhar as imagens e santinhos de Clara com o Ostensório lembrando que este grande ícone da força eucarística da vida não é um objeto para ser tocado, mas contemplado. Clara pode tê-lo nas mãos porque ela mesma era um Ostensório vivo. O Ostensório é para ser adorado e reverenciado. O Ostensório guarda o coração pulsante do cristianismo. Deus se torna experimentável corporalmente, mas isto não pode ser vivido fora de uma fé profunda. Em Clara, os sarracenos percebem a atuação de uma mulher de fé, que sabe que toda intervenção de Deus na história é extraordinária, e sua manifestação vem através de sinais. O Ostensório nas mãos de Clara de Assis revela um sinal realizador da ação de Deus, um símbolo forte e perceptível de tantos sentidos.

Santa Clara de Assis e o Ostensório mostram a fé na presença real e atual da Sacramento da Eucaristia, a força da unidade, a corporeidade essencial, a certeza de que a nossa pessoa não pode sozinha resolver os entraves da história, mas com a presença corporificada do Senhor, sim! Os sarracenos sabiam que não podiam vencer, derrotar e subjugar aquela mulher e sua fé tão visível. Sabiam que ela representava uma cidade que amava tanto e queria que também fosse protegida. Os sarracenos foram embora do claustro de São Damião e levantaram o acampamento, não atacaram Assis. Perceberam que, por detrás dos muros do Mosteiro e das muralhas de Assis, estava a força invencível do Corpo de Cristo!

Por Frei Vitório Mazzuco

Fonte: Blog Frei Vitório

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui