Conferência do Brasil e Cone Sul estreita laços

465

A nova Conferência do Brasil e Cone Sul da Ordem dos Frades Menores reuniu-se, presencialmente, pela segunda vez este ano, de 24 a 27 de agosto de 2022, na capital Assunção, no Paraguai, já que a primeira reunião foi em março em São Paulo. A entidade anfitriã no Distrito de Lambaré foi a Província da Assunção da Santíssima Virgem do Rio da Prata, com presença na Argentina e no Paraguai. Participaram desta Assembleia ordinária 12 Ministros e Custódios e o Definidor Geral para a América Latina, Frei César Külkamp.

“Os Ministros e Custódios se reúnem  duas vezes por ano para acompanhar todas as iniciativas comuns e os serviços que existem na Conferência para a formação, para a evangelização e missões e para Justiça, Paz e Integridade da Criação (JPIC). Em março foi uma assembleia ampliada, mas agora, foi só com os ministros para fazer com que as várias iniciativas ligadas aos serviços aconteçam”, explicou Frei César.

Segundo ele, a avaliação do encontro foi muito positiva e “todos estavam muito contentes para falar das coisas boas e não tão boas das entidades e a busca por caminhos de colaboração”, disse o Definidor Geral.

Entre os temas propostos, no primeiro dia, Frei César falou dos desafios para a Ordem em nível de Conferência. Nesse primeiro dia, o Ministro Geral, Frei Massimo Fusarelli, participou virtualmente por uma hora e meia comentando os vários desafios apresentados e respondendo perguntas. Ele deixou claro que tudo hoje é uma oportunidade para tornar nosso carisma mais presente no mundo.

Um tema que tomou mais tempo, pela sua importância, foi a tutela de menores e adultos vulneráveis, para o qual fez uma apresentação o responsável desta área na Ordem, Frei Albert Smuky.

Para o presidente da Conferência, Frei Daniel Fleitas Zeni, foram trabalhados os temas propostos na assembleia de março último. Segundo ele, foi um encontro para “continuarmos estreitando nossos vínculos, conhecendo-nos como províncias, como ministros e, juntos, podermos ajudar uns aos outros a descobrir que nossas entidades têm muito a oferecer entre nós”. Para ele, também foi um momento importante para reconhecer as debilidades no caminho e “como podemos nos ajudar, como podemos nos fortalecer”, disse, enfatizando que é um momento de esperança para esse novo tempo na Ordem. “Não devemos desanimar diante das distintas dificuldades e confiar na força do Evangelho, na nossaseio por vários lugares do Paraguai: Altos, onde está a igreja dedicada a São Lourenço, a primeira redução franciscana; Yaguarón, com um templo que reflete a marca franciscana e o artesanato dos indígenas; e o Santuário dedicado a Nossa Senhora de Caacupé. Foi um dia muito valorizado por todos os frades visitantes, impressionados com a forte influência franciscana.

Estiveram presentes os seguintes frades da Conferência do Brasil e do Cone Sul (CMFByCS):
Frei César Külkamp, Definidor Geral OFM – Roma
Frei Marino Pedro Rhoden, Província São Francisco de Assis – Brasil
Frei Paulo Roberto Pereira, Província da Imaculada Conceição – Brasil
Frei João Amilton dos Santos, Província de Santo Antônio – Brasil
Frei Hilton Farias da Souza,  Província de Santa Cruz – Brasil
Frei Carlos Antônio da Silva, Província do Santíssimo Nome de Jesus – Brasil
Frei Antônio Pacheco Ramos, Província da Assunção – Brasil
Frei Carlos Paz, Província Santíssima Trindade – Chile
Frei  Daniel Fleitas Zeni, Província São Francisco Solano – Argentina
Frei Emilio L. Andrada, Província da Assunção – Argentina
Frei Fernando Aparecido dos Santos,  Custódia do Sagrado Coração de Jesus – Brasil
Frei Rogério Viterbo de Sousa, Custódia das Sete Alegrias de Nossa Senhora – Brasil
A logística do encontro ficou a cargo de Frei Arnal Aquino (Guardião da Fraternidade de Assunção e Responsável da Casa de Lambaré), e Frei Freddy Vega.

Fontes: Província Franciscana

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui