Campanha Eu escolho a Paz e o Bem, convida a reflexão na hora da escolha dos candidatos nas eleições

647

Campanha Eu escolho a Paz e o Bem, convida a reflexão na hora da escolha dos candidatos nas eleições

       Um dos grandes valores da democracia vivida em nosso país é o poder de escolha, no próximo dia 02 de outubro muitos os resultados apresentados nas urnas serão a prova do que está presente no primeiro artigo da Constituição Federal: “Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.” Mas, bem sabemos que este poder de escolha traz consequências e por isso ela deve ser bem feita e discernida.
        Campanhas eleitorais na TV, no Rádio e na internet, Comícios e muitas outras formas estão presentes diante de nossos olhos para fazer este processo de escolha. Mas foi pensando em trazer para esta reflexão, valores do carisma franciscano que a campanha “Escolha a Paz e o Bem” surgiu. Em entrevista com um dos idealizadores deste projeto, o frade capuchinho Frei Marcelo Toyansk o mesmo aponta que esta campanha tem inspiração em Francisco e Clara de Assis e a partir de suas características fortes do carisma franciscano: a Paz e o Bem. “A Paz lembra a forma como Francisco ficou muito conhecido por seu diálogo e respeito para com o outro e o Bem o zelo e o cuidado dos dois santos para com os menos favorecidos. Nossa campanha quer expressar uma conscientização em torno do período eleitoral a partir de material para redes sociais e roteiros de oração em vista de fortalecer o compromisso e os valores com a democracia, com a justiça, com a justiça ambiental e os direitos humanos” frisa o frade.
        Em 2020, outra campanha foi lançada tendo como ponto de partida a Laudato Sí. Os temas presentes na época eram o início da Pandemia da COVID 19, o aniversário de cinco anos da encíclica ecológica e as eleições municipais. Segundo Frei Marcelo, havia uma valorização desta carta quanto aos rumos que o mundo iria tomar com a pandemia. Depois de dois anos outros tantos temas merecem a reflexão na hora de votar, “Este ano percebemos uma urgência quanto aos retrocessos vividos nos últimos anos, quanto às crises inflacionárias, ambientais e ainda a desigualdade social que traz de volta o país a um número grave de pobreza. Estamos em um período muito sério e precisamos criar consciência na hora de escolher os representantes tendo como critério os mais pobres, o meio ambiente, os direitos humanos, a justiça e a democracia.”.
        A proposta da campanha, que tem parceria com outros movimentos ligados a todas as áreas do carisma franciscano, é através de materiais para redes sociais e roteiros de orações buscar animar, conscientizar e formar a partir da Família Franciscana, “Somos um número grande, mais de 30 mil e precisamos a partir de nossas fraternidades irradiar o que será refletido em nossos grupos. Essa campanha parte dos valores franciscanos e repercute socialmente. Em um país que cresce os armamentos, o discurso de ódio, a violência trazer a paz para a sociedade é urgente. O bem toca a realidade e vai muito além de um gesto de caridade que também é importante. O bem gera compromisso.” recorda Frei Marcelo.
        Ao ser indagado sobre a importância desta campanha para o atual momento em que vivemos, Frei Marcelo alerta: “Se o país continuar desta forma, teremos uma realidade muito agravante. A situação do povo brasileiro em sua maioria tem se agravado na sua condição de qualidade de vida. Isso toca profundamente os valores cristãos. Francisco ao seu deparar com o homem sofrido do seu tempo, se converte, muda de vida e esse também é o projeto central desta campanha.”
        Dentre os materiais já preparados e lançados nas Redes sociais, para o próximo dia 17 de setembro onde a Família Franciscana celebra a Impressão das Chagas de São Francisco está sendo elaborado um roteiro que poderá ser utilizado nas nos momentos orantes, rodas de conversas e celebrações nas mais diferentes realidades, esta será mais uma forma de mobilização e propagação da proposta da campanha.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui