Conheça a Comissão de Bens Culturais dos Capuchinhos do Brasil

282

No ano de 2014 a pedido da CCB alguns frades foram convidados a formar esta Comissão tendo como assessor o frei Liomar da Silva então provincial da Bahia. Eram os freis Celso Bordignon, Ulisses Bandeira, Caetano de Jesus e José Gomes (Portuga). Esse pequeno grupo empenhou-se em realizar encontros de formação nas províncias que se dispusessem acolher a Comissão e o grupo composto pelos representantes das Províncias e Custódias do Brasil.

Primeira reunião da Comissão em 2014

A preservação e salvaguarda dos nossos Bens Culturais faz parte da nossa Missão. Manter viva nossa caminhada histórica fazendo não é um luxo e nem um peso, mas algo essencial para sabermos de onde viemos, quem somos e para onde caminhamos. Temos um Patrimônio de bens materiais e imateriais fabuloso que não pode ser esquecido ou jogado no lixo. Museu, Memorial, Arquivo Histórico, Biblioteca de Obras Raras e Centro Cultural não devem ser um peso, mas uma realidade viva que nos inspira e ilumina para seguir em frente.

Depósitos de coisas velhas, sem significado e sem referências ao nosso ser capuchinho são materiais de morte apenas. Mas quando remetem ao nosso Carisma, merecem ser preservados e divulgados. O capuchinho é um frade que acolhe, um homem do povo, um homem de paz, que leva a benção. As nossas instituições culturais (museu, memorial, centro cultural, etc.) também são uma pastoral e evangelizam a Cultura, e principalmente existem para animar a Missão. A maior dificuldade é a gestão destas instituições. A Ordem do Frades Menores Capuchinhos é uma das mais empenhadas com os Bens Culturais a nível internacional, produziu até um Vade Mecum sobre o tema.

Encontro da Comissão realizado no Rio de Janeiro – RJ

Nossos acervos devem vir à luz, tornarem-se conhecidos, temos que estabelecer parcerias como outras instituições similares (universidades, museus, bibliotecas, arquivos…) formando equipes multidisciplinares. A parte jurídica é importante pois é fundamental para a captação de recursos (editais e verbas públicas).

Enfim temos carência de frades que se dediquem à preservação da Memória, e nem muitos especialistas. Precisamos compartilhar saberes nesta área e trocar experiências e acentuar a formação da consciência sobre os Bens Culturais.

Encontro da Comissão realizado em São Paulo – 2022

Entre em contato com a Comissão: bensculturais@capuchinhos.org.br

Coordenador: Frei Celso Bordignon (Província do Rio Grande do Sul);

Vice coordenador: Renê Wagner Ramos e Jacira Aparecida de Campos Ramos (Província do Paraná e Santa Catarina);

Secretário: Frei Francisco Lima (Província do Brasil Central);

Ecônomo: Frei Claudson Menezes (Província do Maranhão, Pará, Amapá)

‍Autor:Frei Celso Bordignon, OFMCap

Fonte: capuchinhos.org.br

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui