Em Preparação para o Advento e Natal, comissão para a juventude ensina, semanalmente, a prática da Lectio Divina

93

A “Lectio Divina” é uma expressão latina já presente e consagrada no vocabulário católico, que pode ser traduzida como “leitura divina”, “leitura espiritual”, ou ainda como ocorre hoje no Brasil e em vários escritos atuais, como “leitura Orante da Bíblia”.

Tradicionalmente é uma oração individual, porém, pode-se fazê-la em grupo. O importante é rezar com a Palavra de Deus, lembrando o que dizem os bispos no Concílio Vaticano II – que conhecer a Sagrada Escritura é conhecer o próprio Cristo.

O método mais antigo e que inspirou outros mais recentes, é que, seja feita pessoalmente, em comunidade ou no círculo bíblico e que se comece com a reflexão da Palavra de Deus e que, depois da invocação do Espírito Santo, segue os passos tradicionais: 1- Lectio (Leitura); 2- Meditatio (Meditação); 3- Oratio (Oração) e 4- Contemplatio (Contemplação).

No tempo do Advento e do Natal, época propícia para mergulhar e aprofundar a mística cristã da solidariedade, a Lectio Divina se faz ainda mais importante, especialmente para preparar os corações para a vinda do Senhor.

E foi pensando na prática – ou para ensinar as pessoas – que a Comissão para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), por meio de sua assessora irmã Valeria Leal, tem convidado um jovem, a cada sábado, para participar de um momento de oração e meditação da Palavra de Deus. A ação acontece sempre às 17h aos sábados, na página dos Jovens Conectados no Facebook e no Youtube.

A assessora explica que a iniciativa vem sendo realizada desde abril, cada semana com um jovem de uma expressão juvenil diferente e de uma região do Brasil, mas que neste tempo de Advento tem ganhado mais força. Para ela, o Advento é um tempo bonito, rico de símbolos que nos enche de esperança e que nos convida a vigilância e a espera. “Mas, uma espera dinâmica, viva, e que não nos acomode! Como Maria nós queremos fazer um percurso juntos para deixar que Cristo renasça em nosso coração”, afirma.

“Tem sido uma experiência bastante significativa. Os jovens que participam partilham uma riqueza muito grande mostrando que a espiritualidade juvenil é autêntica. As reflexões ajudam a nos prepararmos melhor para a liturgia do domingo e exercita o método da Lectio Divina, colocando em prática o que está nos documentos da Igreja de que a Palavra é lugar de encontro com Jesus Cristo Vivo. O fato de ter jovens de diferentes expressões juvenis também mostra como as diferentes expressões juvenis tem na Palavra um ponto de referência e também como a espiritualidade dos vários grupos é profunda”, afirma irmã Valéria.

Fonte: CNBB

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui