ITF | Aporofobia, direitos humanos e fraternidade

398

As aulas serão realizadas as terças-feiras, nos dias 10, 17, 24 e 31 de outubro, de forma remota, através da ferramenta Google Meet, de forma síncrona.

Horário: 19h30 as 21h30.

O pagamento do curso será em uma parcela de R$ 60,00, no ato da inscrição.

Objetivos
Apresentar de forma interdisciplinar o debate sobre a Aporofobia, comparando-a com outros tipos de discriminação. Deslindar um panorama local, nacional e mundial, em termos de efetivação/violação de direitos e de políticas reconhecimento e de reparação às pessoas pobres social e historicamente discriminadas. Procurará abordar o conceito de direito fraterno nos direitos humano, bem como a influência da fraternidade como instrumento motor da positivação dos direitos humanos. Por fim, buscará criar e (re)existir possíveis diálogos entre santas, santos e profetas da atualidade no tocante ao combate à aprofobia a partir de ações práticas e afirmativas.

Ementa
Aprofundamento do tema aporofobia e apresentação dos pensamento de Adela Cortina. Tipos e estatísticas – quem está na condição de pobre no Brasil?/ Direitos Humanos e o poder destrutivo do discurso de ódio./ Dimensão cosmopolita da fraternidade nos direitos humanos. Diálogos possíveis no projeto de preferência pelos pobres: São Francisco, Santa Irmã Dulce, Papa Francisco, Padre Júlio Lancelloti, Esperança Garcia, etc.

Para mais informações, clique aqui.

Fonte: ITF

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui