Live debaterá o enfrentamento ao tráfico humano e a crise global

84

Um momento formativo será o evento que marcará o Dia Mundial de Oração contra o tráfico de pessoas, promovido pela Rede Um Grito Pela Vida – Região Sudeste, núcleo de São Paulo.

O evento será na modalidade virtual, via plataforma zoom, e debaterá o tema: “Economia e os desafios ao enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, no cenário de crise humanitária global (Covid-19)”.

O tema será abordado pela advogada Dra. Claudia Luna e pelo Frei Marcelo Toyansk, da Comissão Justiça, Paz e Integridade da Criação dos Frades Capuchinhos do Brasil. A mediação será da Ir. Cirley Covatti, cj.

Tráfico de Pessoas

“A escravidão e o tráfico de pessoas têm que ser erradicados, e devemos reafirmar nosso compromisso com o fim destas práticas intoleráveis. A escravidão, o tráfico de pessoas e as práticas conexas, como a servidão por dívidas e a prostituição e o trabalho forçados, constituem violações dos direitos humanos mais fundamentais: o direito à vida, à dignidade, à segurança, o direito ao trabalho justo, à saúde e à igualdade. Trata-se de direitos que todos nós temos, independentemente do nosso sexo, da nossa nacionalidade, da nossa condição (Centro de Informações das Nações Unidas, 2003).

A Rede “Um Grito pela Vida” é Intercongregacional. Constituída por aproximadamente 150 religiosas/os de diversas Regionais e Congregações. Um espaço de articulação e ação profético-solidária da Vida Religiosa Consagrada do Brasil. Desde 2006, como parte constitutiva da CRB Nacional, atua de forma descentralizada e articulada com as organizações e iniciativas afins, nas diversas localidades, Estados e Municípios. Integra a Talitha kum – Rede internacional da Vida Religiosa Consagrada.

Anote na sua agenda!

Live – “Economia e os desafios ao enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, no cenário de crise humanitária global.
Data: 07 de fevereiro
Horário: 15h
Link: https://us02web.zoom.us/j/89102550660

Fonte: Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui