Mística, memória e resistência

33

Dos dias 8 a 10 e novembro, estamos reunidos no Congresso do CIMI (Conselho Indigenista Missionário), em Brasília. Estamos celebrando os 50 anos do CIMI. Da congregação estão presentes: Ir. Joana Aparecida Ortiz, Ir. Solange Luci, Ir. Claudete Mantovani e eu, Ir. Iriete Lorenzzetti.

É momento de viver a mística, resgatar a memória, ser Resistência e manter a esperança. Fazem-se presente aliados, colaboradores, missionários/as, indígenas e Dom Roque, Presidente do CIMI.  A Congregação assumiu o compromisso com os Povos Indígenas e com eles busca o bem viver, o cuidado com a casa comum e a profecia na defesa da vida, da terra e dos direitos humanos.

Vive a mística evangélica e, como afirma Dom Pedro Casaldáliga: “Ser o que se é, falar o que se crê, crer no que se prega, viver o que se proclama, até as últimas consequências”. Assim vivemos e agimos.


Colaboração: Ir. Iriete Lorenzzetti, Ministra Geral da cifa

Fonte: cicaf.org.br

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui