Nos passos de Francisco: Pensamento Franciscano e Obras para o mundo

581

Gostaria de falar um pouco mais de um frade, a quem a Universidade São Francisco, com sede em Bragança Paulista, SP, dedicou o seu Centro Agro Veterinário “Frei José Mariano Veloso”. O frade em questão é Frei José Mariano da Conceição Veloso, mineiro de Santo Antônio, comarca de Rio Grande das Mortes, MG, nascido aos 14 de outubro de 1742. Seu nome de batismo era José Veloso Xavier; ele é primo irmão de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.

José Veloso entrou para o convento franciscano de São Boaventura em Macacu, Nova Friburgo, RJ. Estudou filosofia e teologia no histórico Convento Santo Antônio, do Largo da Carioca no Rio de Janeiro, onde foi ordenado sacerdote em 1766; e a partir de então assumiu o nome de Frei José Mariano da Conceição Veloso. Destacou-se nos estudos e dali foi transferido para o Convento São Francisco, Largo São Francisco, em São Paulo, onde ensinou geometria e retórica. Durante o seu caminho intelectual especializou-se em História Natural. Voltou ao Rio de Janeiro, e no Convento Santo Antônio, transformou a sua cela num Museu e Herbário. Era um naturalista autodidata e estimulou no Brasil e em Portugal o ensino de História Natural.

Chefiou uma expedição botânica pela capitania do Rio de Janeiro, onde coletou, descreveu e desenhou a flora fluminense, classificando espécimes animais, vegetais e minerais, dando uma contribuição enorme para o conhecimento da fauna e da flora. Fez uma detalhada expedição pela Serra do Mar passando por Ilha Grande, Paraty e chegando até a Serra de Paranapiacaba. Suas observações e estudo foram reunidos na importante obra Flora Fluminensis, de 1831.

Trabalhou no Real Museu e Jardim da Ajuda e na Academia Real de Ciências de Lisboa. Publicou obras naturalistas de divulgação científica. Suas obras influenciaram a Agricultura, a História Natural, Desenho, Poesia, Medicina, Ciências Exatas, Química e História Geral. É considerado o Grande Botânico Brasileiro. A sua biblioteca pessoal, manuscritos, desenhos e documentos estão na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro e nos Arquivos da Província Franciscana da Imaculada Conceição com sede em São Paulo. Morreu no Convento Santo Antônio, RJ, no dia 14 de julho de 1811.

Por Frei Vitorio Mazzuco

Continua

Imagem: Acervo Província da Imaculada Conceição

Fonte: Carisma Franciscano Blogspot

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui