Simpatizantes no Chá das Vocações

150

No dia da Vida Religiosa Consagrada, 16 de agosto, nós Simpatizantes do Carisma pertencestes a Coordenadoria Todos os Santos, vivenciamos uma tarde muito alegre e significativa com o “Chá das Vocações”. Foi uma videoconferência que marcou o dia, iniciando com o convite para cada pessoa arrumar a sua casa com cenário próprio para marcar uma presença viva na conferência. O Evangelho foi partilhado em PowerPoint, com as cenas do mar da Galileia, a barca, a rede e o chamado do mestre, seguido da bonita reflexão dos simpatizantes: Antônio Vidal Barbosa e Maria do Socorro Oliveira. A jovem Patrícia Pereira da Silva recitou a poesia:

“VIDA DOADA”!

Vir de uma família e ao mesmo tempo fazer tantas famílias.

Vida doada, vida amada, coragem de desprendimento.

Ser irmã de todos, e mãe de muitos.

Ser prudente, ser corajosa, manter-se sempre com óleo no candeeiro,

E com o cântaro na disposição de tirar água no poço.

Poço de encontros, poço de amor.

Simples assim? Não! É vida com problemas, sacrifícios, vida com cruz.

Mais também com coragem, entusiasmo,

alegria, porque és noiva de Cristo.

Que te chama, envia, fortalece, e é ciumento…

Assim é a vida religiosa: mãos estendidas pra levantar

e pés prontos a caminhar junto, sem olhar para trás.

Fostes chamada para viver a vida em ação através da oração.

Eu agradeço a Deus pelo teu SIM e vocação.

Não importa de qual congregação, o belo está em ti, e é reflexo

do que tem em teu coração através de tuas ações.(Maria do Socorro Oliveira)

A videoconferência foi coordenada por Antônio Vidal Barbosa na qual contamos com a presença do padre Jeanderson Leite da Silva que de forma viva e alegre apresentou a sua trajetória na vocação sacerdotal; o casal Hélio Cunha e Silvânia Azevedo falaram de sua vocação e vivência na família cristã; a Irmã Iria Minosso falou de sua vocação à Vida Religiosa Consagrada, agradecendo a Deus pelo dom da Vocação na Congregação das Irmãs Catequista Franciscanas; a jovem Luana Cruz Oliveira apresentou a vocação leiga como um chamado para ser parte ativa na Igreja e no mundo, e Elizabete Campos Souza Almeida, relatou como descobriu a sua vocação como catequista. Todos/as deram o seu depoimento e a poetiza Maria do Socorro Oliveira recitou a poesia que a simpatizante Aldalice Nunes do Sacramento Almeida gravou com carinho:

“Chamados a Vocação”

Através de versos ou de trovas/Agora eu vou falar

De um mês destinado /A vocação celebrar.

Esse mês de agosto/É cheinho de mistério e de fé

Porque a cada semana temos/Uma vocação para servir a Jesus de Nazaré.

Do padre, diácono e da família, /Religiosas, catequistas, ou laical,

Deus chama a cada filho, cada filha /Para formar uma Igreja Universal.

É um mistério de amor /Onde nasce a nossa fé

Será que podemos viver/Sem nosso Jesus de Nazaré?

Irmãos queridos e amados/Somos enviados em missão

Para servirmos na terra/Na pessoa do nosso irmão.

Encerrando minha poesia, já somos convictos na ação.

O nosso SIM é consciente /E o damos de coração.

Em seguida foram trazidas por Antônio Vidal as sugestões para vivenciar de forma concreta a missão de Simpatizante:

-Em tempo de isolamento social escrever uma carta para alguém do grupo.

-Cultivar hortaliça em casa e acompanhar o crescimento enviando no grupo vídeo ou imagens para estimular uns aos outros e umas as outras.

-Estudo do artigo ‘O EVANGELHO NO MUNDO’ para partilhar em outra conferência.

-Pensar na comemoração da Festa de São Francisco de Assis.

Vivenciamos um momento muito animador, profundo, alegre, participativo e cheio de motivos para seguir vivendo e amando.

Por Irmã Iria Minosso

Fonte: Congregação das Irmãs Catequistas Franciscanas

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui