Somos Templos Sagrados

51

“És preciosa aos meus olhos, eu te aprecio e te amo…” ( cf. Is 43:4)

Na tarde de sábado do dia 15 de maio de 2021, aconteceu o encontro online com as jovens vocacionadas: Alice Nunes, Artemiria Santana, Ythauanna Figueiredo, Graciele Silva Soares e a aspirante Patrícia Pereira, da Bahia, Clara Rute Andrade, Mikaelly Almeida e Mikelly Cavalcante, do Maranhão.

Estiveram conosco as irmãs, Edione Mercês, Geisa dos Santos e Luana Oliveira. O encontro teve como fonte inspiradora a passagem bíblica de Isaías que diz “ és preciosa aos meus olhos, eu te aprecio e te amo…” (cf. Is 43:4)

Após a acolhida e a oração inicial, contamos com a assessoria da psicóloga clínica Bruna Rocha Amorim dos Santos, que lançou a seguinte pergunta: “O que me faz feliz”? Com este questionamento abriu-se o debate, e assim ela apresentou cinco pontos que a pessoa precisa estar atenta com relação ao autocuidado. São eles: Se encontrar, desapego, evitar comparações, vocação, foco. Estas práticas possibilitam uma vida mais tranquila e equilibrada em nossos relacionamentos com a outra(o) e conosco mesmas.

São aspectos que requerem tempo, energia, autoconhecimento, desapego do velho, para abraçar e acolher o novo, que a vida vai nos apresentando, cada dia. Também nos auxiliam a ter consciência da nossa vocação, daquilo que nos deixa verdadeiramente felizes e realizadas(os), evitando assim, os julgamentos, comparações, tirando o foco do que é negativo para buscarmos as soluções dos problemas. Tudo isso exige que façamos com frequência, uma faxina mental e assumirmos atitudes de autocuidado, como dormir bem, comer bem, ter uma boa saúde e a prática do auto perdão. Tudo isto, nos faz ver a vida com um olhar diferente, isto é, com amor, compromisso e responsabilidade com a mesma.

Foi passado para nós vocacionadas a importância de auto cuidar-se, pois se estamos buscando ser pessoas cristãs comprometidas com a vida, o cuidado com a outra pessoa, é o passaporte. Porém, como ajudar a outra pessoa, se nem a si mesma está cuidando? O versículo que inspirou o tema do autocuidado, enfatiza o amor de Deus em nossas vidas. Há necessidade de entender que Deus ama nossa pele negra ou branca, nossos dentes grandes, nosso riso escandaloso e jamais, podemos cair no esquecimento com relação a isso. Quem somos nós para discordar? A lição do encontro foi que precisamos cuidar de nós mesmas e da mesma forma, cuidar da outra (o), porque somos amadas por Deus e temos o dever de cuidar, pois somos templo sagrado de Deus.

Por Aspirante Patrícia Pereira e a vocacionada Clara Rute Andrade

Fonte: CICAF

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui