Frei Clarêncio lança o livro: “Ministério da Esperança – roteiros para velórios e exéquias”

72

Um subsídio para a Pastoral da Esperança com oito roteiros de celebrações das exéquias é a nova obra de Frei Clarêncio Neotti, expressando a dimensão fraterna e solidária da Igreja, em um momento de dor, sofrimento causado pela experiência da morte. “O presente subsídio manifesta o sentido cristão da vida que, no seguimento a Jesus Cristo, encontra sentido para sua “páscoa definitiva’”, escreve Dom Frei Dario Campos, Arcebispo Metropolitano de Vitória do Espírito Santo.

Na sua introdução, Frei Clarêncio lembra que enterrar os mortos é uma das Obras de Misericórdia praticada pelos cristãos. “É um dos mais bonitos gestos da caridade fraterna”, ressalta. Segundo ele, trata-se de um gesto que tem várias dimensões. “Uma dimensão é a comunitária: o morto pertenceu a nossa Comunidade, era um dos nossos. Morrendo, ele não se separa inteiramente de nós, porque sua alma sobrevive e entra na chamada Comunhão dos Santos, que é sinônimo de Igreja”, explica. “Uma segunda dimensão é o respeito para com o corpo humano: damos-lhe uma sepultura digna, às vezes, coberta de flores, às vezes, cercada de pedras, e sempre com a cruz de Cristo na cabeceira. A Comunidade cristã tem grande respeito à sepultura. Nela descansa um corpo, que foi batizado, um corpo santificado pela Eucaristia, um corpo que foi templo do Espírito Santo, um corpo à espera da ressurreição, como rezamos no Credo: “Creio na ressurreição da carne’”, destaca e, por fim, a terceira dimensão é o consolo aos parentes e amigos. “Nossa presença e nossa oração são conforto para os que a morte entristeceu. E consolar os tristes e abatidos é também um gesto de caridade fraterna”, completa. Na morte temos a plenitude da misericórdia divina para quem deixa a vida terrena. É também na morte de um irmão de nossa Comunidade que externa mos a misericórdia de nosso coração.

O livro, com 98 páginas, é uma publicação da Livraria Santuário. No site da Editora Santuário, custa R$ 10,00.

Frei Clarêncio Neotti

Fonte: Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário
Coloque seu nome aqui